quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Copa Osasco - Torneio de Encerramento

Aconteceu no último sábado a última etapa da I Copa Osasco.
Como previa o regulamento do torneio, haveria um torneio entre os 8 finalistas.
Com a falta de dois participantes, a fórmula de disputa foi um "Round Robin", ou seja, todos contra todos.
O vencedor foi Bruno Morado, atual Campeão Sul Americano sub-18, um dos mais promissores jogadores da nova geração.
No torneio aberto venceu Adolfo Ferreira (joguei esse torneio, porém, infelizmente não tive a chance de jogar contra ele).

O mais interessante, além da própria disputa, é o pós-jogo.
Dessa vez, o torneio encerrou com um bom churrasco, que certamente saciou a a fome de nós, famintos após os jogos.
O clima é sempre amistoso, o que torna saudável (além de agradável) estar lá.

Mais informações, além das fotos, no link abaixo:
http://xadrezdecadadia.blogspot.com/2010/12/resultados-do-torneio-em-osasco.html

Abraços a todos e se esse for o último post do ano, feliz Natal e um ótimo 2011 para todos!

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

FELIZ NATAL ENXADRISTAS !

   Apesar de não gostar muito dessas comemorações pagãs, incorporadas pela Igreja Católica e utilizadas como data comercial, desejo a todos os leitores do blog um Feliz Natal e Próspero Ano Novo. Agora é tempo de refletir sobre tudo que fizemos e planejarmos coisas novas. Sejamos felizes ! Até mais !

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Mais fotos do XIX Brasileiro de Solucionismo

Diagramas: registro histórico do XIX Brasileiro de Solucionismo
Solving Show: Roberto Stelling versus Wilton Yokomizo (eu!)
A campeã feminino, Vivian Heinhichs
Solucionismo é assim: mais de um tabuleiro pode ser usado!
Cirilo com o mais novo livro da sua coleção enxadrística, prêmio dado por Villela.

Fotos do XIX Brasileiro de Soluções

A primeira participante feminina e com grande destaque: 4º lugar!
André Salama, árbitro e agora solucionista!
O mito: Roberto Stelling.
O segundo colocado, com bom desempenho inclusive no solving show, Ricardo Vilella.
Outro árbitro e também integrante do Xadrez Underground , Guilherme Cirilo (ganhador do livro Predecessores IV do Kasparov, no torneio!).

Classificação final dos participantes

XIX Campeonato Brasileiro de Soluções UBP 2010

Organização: União Brasileira de Problemistas – UBP
Local: Clube de Xadrez São Paulo, São Paulo SP
Data: 12 de dezembro de 2010 – 11 Horas
Árbitro Principal: AI Mauro Amaral
Árbitro Adjunto: AA CBX Wilton Yokomizo

Classificação final:

Nome
Cidade/Clube
Pontos
Desempate [Tempo]

Roberto Stelling
CXSP SP
35
150’

Ricardo Vilela
Belo Horizonte MG
20
150’

Eric Bacconi
CXSP SP
19
150’

Vivian Heinrichs
Pindamonhangaba-SP/UNIP
18.5
148’

Leonardo Mano
ALEX RJ
14.25
146.3’

Guilherme Cirilo
Poli-USP
10
141’

Bráulio dos Santos Junior
ALEX RJ
10
150’

André Salama
Hebraica SP
6.6
110.31’

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

XIX Campeonato Brasileiro de Soluções - Diário de um AA 3

Domingo, 10h da manhã, CXSP...

Bela manhã, ensolarada, nesse dia 12 de dezembro.
Um pouco sonado, o que é normal, mas animado por arbitrar um torneio diferente de tudo o que fiz até hoje.
Solucionismo? Creio que a grande maioria dos enxadristas, talvez 8 em 10, nunca tenha ouvido falar.
E dos outros 2 é bem possível que saiba bem superficialmente.
Bom, vou resumir bastante o que é.
Solucionismo consiste em resolver posições de jogo, prever os mates em 2, 3 ou 4 lances, por exemplo, além de coisas inusitadas, como o mate reverso (as brancas forçam as negras a dar mate e as negras, por sua vez, tentam impedir, algo parecido com o "perde ganha") e mates ajudados.
Em um torneio de solucionismo, para resolver esses diferentes tipos de problemas, podem ser utilizados simultaneamente mais de um jogo de peças.
Nesse Campeonato Brasileiro, por exemplo, jogadores como o Roberto Stelling utilizaram 3 simultaneamente.
Depois de abrir esse parêntese para resumir solucionismo, vamos ao torneio!

The main event! - O clima do torneio, claro, é de competição, mas é um ambiente mais ameno do que um torneio convencional de xadrez.
Os jogadores solucionistas se conhecem e os mais experientes estimulam os mais novos a participar de mais torneio para melhorar o nível de jogo.
Visualmente, a grande diferença é a disposição da própria mesa de jogo: ao invés de apenas um tabuleiro de jogo, com um jogo de peças, os jogadores podem utilizar mais de um tabuleiro simultaneamente.
Nesse Campeonato Brasileiro, por exemplo, jogadores como o Roberto Stelling utilizaram 3 simultaneamente.
Outra diferença é que as peças podem ser tocadas sem nenhum problema, a vontade.
Todos recebem no início da rodada uma folha com os diagramas e outra com espaço para respostas.
Nesse torneio, entre os 8 participantes, havia 3 estreantes em solucionismo: Vivian Heinhichs, André Salama e Guilherme Cirilo (esses dois últimos, do conhecido blog "Xadrez Underground" - "XU" para os mais chegados).
Pelo visto, o clima mais amigável dos mais experientes também foi passado aos debutantes: Cirilo e "Topalov" Salama se divertiam antes do início, queriam saber quem seria o lanterna, sugerindo que seria a Vivian, tudo no mais descontraído clima.

Mal sabiam eles que ela é quem iria rir por último!

Outra diferença para o xadrez o qual estamos acostumados: como o solucionista está sendo testado, como em uma prova, ele "joga" sozinho, então, o critério para definir a vitória é por pontos.
Após o tempo determinado (nesse caso, de 1h15), os jogadores entregam as folhas de resposta e recebem o gabarito.
No final do torneio, todas as folhas de respostas são comparadas ao gabarito.
Para um caso de mate em 3, por exemplo, se na sequência de 3 lances houver acerto do primeiro, é contado um número de pontos correspondente ao acerto daquele lance e os outros são desconsiderados.
Ou seja: é possível marcar pontos mesmo sem acertar toda a sequência.

O grande favorito era o Roberto Stelling e ele não decepcionou, já na 1ª rodada com um resultado de 20 pontos em 30 possíveis! - eram duas rodadas - E ainda somando mais 10, finalizando com 30 pontos, mais de 10 a frente do segundo colocado.

Ao apurar os resultados, uma surpresa: Vivian Heinhichs obteve o 4º lugar, a 1 ponto apenas do 2º colocado. Obteve o troféu de melhor jogadora e mais do que isso, ao que disse o Stelling, a primeira mulher a disputar um Campeonato Brasileiro!

Para azar dos bons blogueiros e companheiros de arbitragem, André e Cirilo, a soma dos resultados dos dois não supera os 18,5 pontos da Vivian - eles, claro, levaram numa boa, com espírito esportivo, como deve ser.

Solving Show - Além dessa modalidade ainda não tão difundida no Brasil, a novidade (digo, por mim) é que após o torneio houve um jogo chamado "Solving Show" que consistem em dois diagramas, com dois jogadores disputando um torneio do tipo "playoff", com dois controles com botões para acionar, como se fosse o "Passa ou Repassa".
Os jogadores tem um tempo determinado para achar a resposta e quem apertar o botão primeiro tem a chance de responder o lance correto. Se for incorreto, ponto para o adversário.
Posso dizer que é bem dinâmico, com adrenalina, divertido e realmente uma experiência excitante no xadrez.
Sobre a minha participação nesse Solving, digo que foi emocionante pelo fato de jogar com o mito dessa modalidade no país, Roberto Stelling.
É impressionante a capacidade de solucionar problemas em curto espaço de tempo que ele possui.
Embora apareça 3x1 na tela, o resultado real foi 4x0. A cada vitória de Stelling, aplausos dos outros participantes, inclusive dos adversários, como eu.











domingo, 12 de dezembro de 2010

1o Festival Clube Fox de Xadrez

Foi realizado neste sábado o 1º Festival Clube de Fox de Xadrez. O Festival contou com torneios escolares para as categorias Sub-08, Sub-10, Sub-12 e Sub-14, além do torneio aberto vencido por André Cajal. Em tarde inspirada, Cajal bateu os MI's Mauro de Souza e Edson Tsuboi e empatou, na última rodada, com o MI Leandro Perdomo, sagrando-se campeão com 4,5 pontos (rating performance de 2515!!!), seguido por Edson Tsuboi (4 pontos) e Leandro Perdomo (3,5 pontos). A arbitragem dos diversos torneios esteve a cargo dos guarulhenses Vagner Almeida Lima e Francisco Ximenes e de Cassius Alexandre de São Bernardo do Campo. A direção do evento foi do MF Adriano Caldeira.

CAJALADA NELES!!!!

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Semana agitada!: torneios do ADEC, torneio da Fox na Pompeia e pizzaria Capuletto

Como podem ver, uma sequência de torneios nesses próximos dias e o primeiro deles, da ADEC/ACM, ocorre já amanhã, dia 08/12, a partir das 9h.
O local: ACM UIRAPURU
Rua Crato, 22-A, Parque Uirapuru
Guarulhos - SP CEP. 07230-590. (Próximo ao Supermercado Nagumo)
Premiação: troféus e jogos de peças
- Taxa de Inscrição:
01 QUILO DE ALIMENTO NÃO PERECÍVEL (Exceto: Sal).

O segundo torneio acontece dia 11/12/2010, a partir das 13h, no Clube FOX, na cidade de São Paulo.
Endereço: Rua Clélia, 33 – Shopping Pompéia Nobre - Piso Intermediário.
A premiação total é de R$ 600,00.
Taxa de inscrição: R$ 25 (geral), R$ 20 para filiados da Liga de Xadrez e menores de 18 anos e grátis para MF's, MI's e GM's.

E o último será no 12/12/2010, na pizzaria Capuletto, a partir das 15h.
O endereço: Rua Santa Isabel , 45 – Vila Augusta - Guarulhos, próxima ao Mercado Dia.
Taxa de inscrição: R$ 5!

Para todos os torneios é recomendado levar relógio e peças.

É isso! Abraço a todos e bom divertimento!

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

I Magistral Feminino - Juliana Terao campeã!

Em torneio válido para normas de WMI, a guarulhense WMF Juliana Terao vence o torneio, após partida movimentada contra a WGM cubana, Yaniet Marrero.
A posição não parecia muito boa no início da partida, segundo os analistas do CXSP.
Ao chegar no clube e ver a partida, acabei concordando com o Mauro Amaral que a situação não era das melhores.
A surpresa foi que depois de pouco tempo foram jogados alguns lances em um espaço de tempo não muito grande: de repente aparecia a Terao com uma peça a mais!
Outras pessoas também viram posição e não acreditaram na reviravolta.
Após "22. d4" da Terao, a cubana tentou um ataque um tanto afoito e respondeu com "22. ...Ch3+?" - teria sido um ato de menosprezo?
A partir desse ponto, a partida começou a ganhar ares de vitória para as brancas, justamente o resultado final.
Até aí, falei só da parte "xadrez".

A partida pode ser visualizada em: http://www.comunic.com.br/xadrez/PGN/I_Magistral_Feminino_CBX_2010.htm
É a 41ª partida.


Terminada a partida, a WGM cubana retirou-se da sala de jogos, foi ao toalhete e depois... sumiu!
Não ficou para a premiação, no caso dela, de 2º lugar.
Uma atitude alonsiana.
Ganhar e perder faz parte do esporte.
Logo, saber perder faz parte do xadrez, acredito que qualquer um saiba disso tão logo aprenda a jogar.
Não foi uma atitude amigável da Marrero e a premiação seguiu sem ela.
As três primeiras foram, na ordem: Juliana Terao, com sua segunda norma de WMI conquistada, além do título; Yanier Marrero, vice e em 3º a argentina Florencia Fernandes, com um desempenho surpreendente, considerando o fato de não possuir titulação.

PS - aprendam: nunca subestime uma guarulhense! - rs

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Partida com o Mequinho + Partida referencial

    A seguir estão a partida que joguei contra o GM e a que serviu de base para que eu jogasse tal linha de jogo contra ele:



domingo, 21 de novembro de 2010

Empate com o Mequinho

    Joguei hoje, 21 de novembro de 2010, a tradicional simultânea  da Virada Esportiva do GM Henrique Mecking, o Mequinho, realizada nas dependências do Parque Trianon. O evento contou com a presença de 20 jogadores e observadores diversos, dentro os quais incluíam-se os Mestres Adriano Caldeira e Cícero Braga. De forma muito bem organizada, transcorreu normalmente a "simul", apenas fazendo uma ressalva para o barulho proveniente de um show de uma banda cover de rock no parque. Mesmo sendo fã de rock, não apreciei muito a coincidência de horários, nem o som do grupo. No mais, Mequinho sufocou seus adversários, demonstrando ainda estar em forma. Um fato curioso e recorrente foi a tradicional "palestra"  (pré-simultânea) do GM, que serviu para aproximar o esporte-ciência do público em geral.

A PARTIDA
    Um dia antes havia preparado com uns colegas de Guarulhos, (Chiquinho e Marcos Sêman) a linha jogada, a qual também dei uma revisada no Fritz e vi uma partida da mesma entre dois ex-tops (Kasparov - Seirawan) num livro. Tudo deu certo e não obtive complicações no meio jogo. Mequinho continuou com o trivial e no lance 20 ofereceu-me empate. Eu, é claro, como bom capivara, aceitei na hora !!!
    Aqui está a partida:

 
21/11/2010
Simultânea Virada Esportiva – Trianon –  SP
GM Henrique Mecking – Renan Oliveira
ECO E81 - Variante Sämisch  -  ½ - ½

1.d4 Cf6 2.c4 g6 3.Cc3 Bg7 4.e4 d6 5.f3 0–0 6.Be3 e5 7.d5 Ch5 8.Dd2 Dh4+ 9.g3 Cxg3 10.Df2 Cxf1 11.Dxh4 Cxe3 12.Df2 Cxc4 13.De2 Cb6 14.h4 h5 15.Ch3 Bxh3 16.Txh3 a6 17.0–0–0 C8d7 18.Rb1 Tfe8 19.Tg1 Rh7 20.Th2 Bh6 ½-½ 

Renan Oliveira


quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Abaixo, as informações do torneio do "Chico's Bar", em Guarulhos.
Participe!



II Torneio do Restaurante Chico´s Bar
Guarulhos/SP

Data: 28 de novembro de2010

Local: Bar do Chiquinho

Endereço: Rua Alfonsus de Guimarães, 23 Centro de Guarulhos - em frente ao Marco Polo Textil - atrás do Corpo de Bombeiros da Av Monteiro Lobato

Horário: Das 15h00 às 19h00

Inscrições: R$ 10,00, com direito a um salgadinho limitadas a 25 participantes: Mestres, menores de 10 e maiores de 60 R$ 5,00

Categorias: Sub 8, Sub 14, Sub 18, Absoluto
Feminino e Melhor Idade(50+)

Ritmo de jogo: 20(vinte) minutos nocaute

Sistema Suíço: 05 rodadas

Premiação: Troféus e medalhas

Haverá sorteio de tabuleiros e peças

Obs: solicitamos aos enxadristas que possuírem, que tragam relógio.

Maiores Informações: xykovsky1@yahoo.com.br

Apoio: Liga de Xadrez - www.ligadexadrez.com.br
Clube de Xadrez - www.clubedexadrez.com.br

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Defesa Petrov

A defesa Petrov, como todo enxadrista sabe, caracteriza-se pelos lances 1. e4 e5 2. Cf3 Cf6...
Uma linha que embora simétrica e considerada de empate, é da predileção de muitos GM's, como Kramnik, por exemplo.
Esse post, no entanto, não é dedicado ao xadrez, dessa vez.
11h da manhã, horário de Brasília, em Abu Dabi, iniciava-se o Grande Prêmio decisivo para o campeonato mundial de F-1.
Os protagonistas: o líder do campeonato, Alonso, seguido de Webber, Vettel e Hamilton (com chances remotas).
Como todos sabem, o campeonato (e a própria categoria) foram duramente afetados pelo bizarro jogo de equipe (mais uma vez) da Ferrari na Alemanha, alterando as posições de Massa e Alonso.
A credibilidade de Ferrrari, Alonso, Massa e F-1 posta em xeque.
Largada: Vettel e Hamilton mantem suas posições e Alonso cai de 3º para 4º, após ultrapassagem de Button. Webber mantem-se atrás.
Aí, inicia-se os fatos decisivos: após o acidente entre Schumacher e Liuzzi (guarde esse momento!), Alonso comete erro estratégico de não arriscar ultrapassagem sobre Button para assim ter maior folga em pontos. Webber comete um erro tático e não apenas toca o muro e precisa ir aos boxes como também resolve não atacar Alonso, pensando, dessa forma, tirar Vettel do título - perder o campeonato mas impedir o parceiro de equipe de conseguir, algo como jogar australiana e por não gostar do jogador ao lado, simplesmente entregar peças ao adversário.
Erro estratégico crasso da Ferrari: chamar Alonso para os boxes em razão da parada de Webber - sendo, como mencionado, entrada antecipada por toque de pneu-roda no muro. Esse erro se revelou decisivo e irreversível.
Na volta, Alonso fica atrás da figura que é o motivo do título: Vitaly Petrov.
Vitaly passou o ano inteiro de noviciado (bem) atrás de seu companheiro de equipe, Robert Kubica.
Eis que o russo, homônimo da conhecida abertura de xadrez, em uma improvável atuação, realizou até o momento seu maior feito.
Mais do que qualquer partida realizada com a Defesa Petrov (também conhecida como Defesa Russa), Vitaly defendeu muito! Parecia jogar, digo, pilotar, sempre com um tempo a mais. Se estivesse de brancas, isso seria o esperado, mas era ele quem tinha que defender (ou seja, de pretas), ainda mais com o carro, tecnicamente pior do que a Ferrari de Alonso.
Quando não pode mais manter a velocidade, freou antes nas curvas (aí, sim, por um plano estratégico bem feito nessa corrida dos erros: ao trocar os pneus na entrada do safety car na primeira volta, obteve uma boa vangatem posicional. Como prejuízo os pneus desgastaram mais rápido e as entradas de curvas precisaram ser antecipadas), como se concedesse espaço para o jogador de brancas, Alonso, e elas se enrolassem, como ocorre com frequência em defesas como a Alekhine. Nesse caso, a Ferrari do espanhol passeou bastante fora do tabuleiro, quero dizer, da pista.
Voltas, voltas, voltas e mais voltas...
Eu perdi as contas, mas creio que Alonso tenha passado mais de 70% atrás da Renault amarelo e preto.
Vettel vence a prova e o campeonato. Webber passou a prova toda atrás de Alonso. Pela sua falta de colaboração a equipe, acabou prejudicando a si mesmo e perdeu um campeonato mundial (talvez a única e última chance do australiano). Hamilton, segundo colocado e Button, terceiro, completaram um pódio o qual cavalheirismo e desportividade se encontraram, além, é claro, do resultado ter corrigido aquela aberração de Hockenheim - como também é esperado no xadrez, em geral.
Ao Alonso restaria a resignação.
Entretanto, em um gesto de nenhuma desportividade, pareou ao carro de Vitaly e fez gestos reclamando do absurdo: querer quem um jogador perca uma partida apenas para o próprio benefício!
Desde os torneios escolares de xadrez infantil ou em corridas de carrinho de rolemã, isso simplesmente não existe.
Petrov simplesmente fez valer a sua defesa, com sucesso e não cometeu erro algum ou conduta anti-desportiva que valha.
O espanhol, como um mau enxadrista e mau perdedor, teve ainda a infeliz atitude de não parabenizar o vencedor, Sebastian Vettel.
Atitude infantil, de criança birrenta, que não possui limites.

PS - Solução: contrate a Super Nanny, Ferrari!

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Mais sobre as semifinais

No último dia de torneio, logo após terminar a última rodada, eu e a minha namorada estávamos em uma das mesas, descansando (após ensaiar um jogo) e ao meu lado sentou-se uma menininha de 8 anos, cabelos loiros e feições russas.
Ela ficou um tempo olhando para nós, quietinha.
Depois de um certo tempo, ela disse: "posso jogar com vocês"?
Nós respondemos que sim e a minha namorada pediu para eu jogar com ela.
Um pouco antes de iniciar, perguntei: "você é irmã do Shumyatsky"?
Ela respondeu: "sim"!
Comentei com ela: "seu irmão e também seu pai são ótimos jogadores" - nesse momento eu não sabia da classificação do Victor.
Ela concordou, com a cabeça e depois disse: "é, ele está me ensinando a jogar, mostra algumas coisas".
Começamos a jogar (nessas horas, pensei: xiii... levei chumbo! ehhehe!).
Ela soube movimentar as peças direitinho, mas acabei vencendo.
Aí ela perguntou: "vamos jogar de novo"?
Iniciamos outra partida e em dado momento eu propus empate. Ela primeiro não quis, mas depois ela aceitou.
Eu falei para ela: "você tem 8 anos agora. Se você treinar xadrez bem, daqui a 2 anos eu não terei chances contra você"! - ela ficou contente!
O nosso amigo mineiro, AA Maurílio, disse para mim: "olha, vou levar para a minha cidade (Alfenas) essa foto e dizer que você perdeu dela".
Eu respondi: "ela é uma Shumyatsky".
Ele respondeu: "então, é melhor eu não falar nada" - risos!
Nesse momento, a mãe dela veio perto de mim, tirou foto da nossa partida e agradeceu: "obrigado por ter jogado com ela". Respondi: "imagina, que isso"! Uma pessoa muito educada, com uma filhinha também bem educada. Afinal, eu sou apenas um simples xadrezista (feio esse termo, mas é correto também), capivariano.
Bom, daqui há alguns anos, poucos, provavelmente, se assim ela quiser, ela certamente será uma enxadrista melhor do que eu. E eu, poderei dizer que um dia ganhei e empatei com a Shumyatsky! - risos!

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Fotos do último dia - Semifinais do Campeonato Brasileiro



Última rodada do torneio!


O enxadrista guarulhense, Luiz Guilherme Abdalla recebendo premiação


Os três melhores (da esq. para dir): Fier, Shumyatsky e Matsuura


Da esqueda para direita o árbitro principal e os classificados: AI Mauro Amaral, MF Gonzalez, GM Fier, MF Shumyatsky e MI Matsuura. Equipe de arbitragem, da esquerda para direita: AA Maurílio Azevedo (MG), AI Mauro Amaral, AA Vivian Heinrichs, AR Marcio Agostinho, AR André Salama, AA Wilton Yokomizo, AR Charles Moura Neto e AR Claudio Yamamoto

Diário de um árbitro 2 - 100% - Semifinais do Campeonato Brasileiro

2 de novembro, dia de Finados e último dia do disputado torneio Semifinais do Campeonato Brasileiro.
A partida mais que decisiva entre Alexander Fier e Everaldo Matsuura já poderia definir o primeiro dos classificados para as finais do Campeonato Brasileiro... e foi o que aconteceu.
Fier venceu e chegou a sétima rodada com 1 ponto de diferença sobre adversários mais próximos.
Marcus Vinícius Moreira Santos deixou escapar a vaga no último dia, com um empate contra Molina e derrota para o enxadrista guarulhense Luiz Guilherme Abdalla, um grande resultado somando-se o fato de ter feito uma ótima participação no torneio, obtendo a 8ª colocação e um rating performance de 2375! - será em breve um MF.
Outro resultado inesperado (até para o próprio, como ele reconheceu na premiação): vitória, de pretas, de Bolivar Gonzalez sobre Christian Toth e empate contra o sempre forte Everaldo Matsuura, que o levou ao 4º lugar e pela primeira vez disputará uma final de Campeonato Brasileiro - estava realmente feliz com o resultado!
Então, os 4 classificados para as finais, na ordem: Alexander Fier, Everaldo Matsuura, Victor Shumyatsky e Bolivar Gonzalez.

Momento tenso - o enxadrista Edmur Vianna teve um mal súbito e não pode terminar a partida contra o nosso já bastante comentado Klaus Seiji Gotz. Foi um momento bastante difícil, duas pessoas precisaram carregá-lo pelos braços. A partida terminou empatada, por pedido do menino - ato decente dele!

Minhas impressões do torneio - foi um torneio altamente combativo, com equilíbrio de forças na quase totalidade das partidas. Nunca antes presenciei (como árbitro) tal competitividade, por isso foram gratificantes desses 4 dias. Claro, é cansativo, pois 2 rodadas de um torneio pensado como esse, ritmo 1h30 + 30 seg de incremento, levam a aproximadamente 10 horas de jogo, mas é uma experiência realmente interessante e enriquecedora - trabalhar com árbitros de outras localidades, outros já conhecidos e utilizar o conhecimento obtido teoricamente, aplicando as Leis do Xadrez.

Mais fotos do 3º dia! - Semifinais do Campeonato Brasileiro - post centenário!

AA Vivian Heinrichs, passando as partidas para o formato PGN
Everaldo Matsuura enfrenta Christian Toth, ao fundo, Waldemar Costa, autor do livro referência "Epopéia do Campeonato Brasileiro de Xadrez", foi presença constante nesse torneio.

Eduardo Marra joga contra Edson Tsuboi











Diário de um árbitro 2 - 75% - Semifinais do Campeonato Brasileiro

O terceiro dia de competição marca a vitória de Fier, de pretas, contra um adversário invicto, Ricardo Teixeira: o início do caminho rumo a conquista do título.

Outros resultados importantes: a vitória de Everaldo Matsuura sobre Christian Toth; vitória de Molina sobre Alessandro Silva e o empate de Shumyatsky com Alfeu Bueno.

A revelação do torneio, Seiji Gotz, perdeu para o MI Marcus Vinícius Moreira Santos, em uma disputada partida.

Para finalizar, o estimado MI Segal venceu Ciro Pimenta.

Abaixo, algumas fotos dessa rodada:



A enxadrista guarulhense, Juliana Terao


Alfeu Bueno versus Victor Shumyatsky

O estimado Mestre Internacional, Alexandru Segal


Partida decisiva: Fier versus Ricardo Teixeira (não o da CBF!)



























segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Diário de um árbitro 2 - 50% - Semifinais do Campeonato Brasileiro

Segundo dia de competição: começa a afunilar a disputa pelas vagas da Final.
Quatro jogadores terminaram a 4ª rodada com 3,5 pontos: GM Alexander Fier, FM Ricardo da Silva Teixeira, MI Everaldo Matsuura e MI Cristian Endre Toth.
Fier venceu Choma, Ricardo venceu, de pretas, Di Bernardino, Matsuura venceu Rodrigo Terao e Toth empatou com Molina.

Guarulhenses em ação - com os resultados de hoje, Rodrigo Terao terminou a rodada com 2,5 pontos e jogará amanhã a rodada única contra Allan Gattass. Também com 2,5 pontos, Luiz Guilherme Abdalla terá duelo com Rodrigo Borges e Juliana Terao, com 1 ponto e meio enfrentará Tiago Abrantes.
Nosso colaborador, João Danilo Mandetta, com dois pontos, pegará Acyr Calçado.

Fatos curiosos - ontem foi relatado nesse blog o surpreendente empate do menino (a única criança do evento!) Klaus Seiji Furucho Gotz contra o MF Haro.
Hoje, na 4ª rodada, após vencer na 3ª Daniel Farah, nos surpreendeu novamente (como diriam no Globo Esporte) vencendo a número 1 do Brasil e rating de 2156, WMF Vanessa Feliciano.
Mais do que a vitória, um notável resultado, um lance da partida, no final, chamou a atenção: com dois peões a mais, sabendo que haveria em alguns lances a promoção de peões, Klaus Seiji pegou a dama que havia capturado e deixou próximo ao alcance fácil das mãos da adversária (que poderia ter alguma chance de promoção) e aí sim, depois, pegou a dama tomada que estava próxima a Vanessa e trouxe para perto de si.
Um gesto de nobreza do pequeno.

domingo, 31 de outubro de 2010

Diário de um árbitro 2 - 25% - Semifinais do Brasileiro 2010 - Região 1 - CXSP

De 30 de outubro a 02 de novembro acontece as Semifinais do Campeonato Brasileiro de Xadrez Absoluto, classificatório para as finais.

São 4 vagas em disputa, e pelo que pudemos observar, acirrada desde o primeiro dia, dado o nível dos enxadristas - praticamente todas as partidas são decididas por detalhes, dificilmente há erros graves.

Logo na primeira rodada, a jogadora de rating mais alto, WFM Vanessa Feliciano (2156), enfrenta GM Alexander Fier, maior ranqueado do torneio (2588) - a partida terminou empatada, um grande resultado para Vanessa.

Outro confronto interessante foi WFM Juliana Terao (2138) contra MI Marcus Vinicius Moreira Santos (2374), com a vitória de Marcus Vinícius.

Por fim, uma partida despertou até mesmo a atenção do autor de "Epopéia do Campeonato Brasileiro de Xadrez", Waldemar Costa (me perguntou: "quem é esse menino? Você sabe de onde ele veio"): o pequeno Klaus Seiji Furucho Gotz (1736) enfrentou o experiente MF Paulo Cesar de Souza Haro (2175), com uma desenvoltura surpreendente. Empatou o jogo por repetição de 3 diagramas, mas tinha uma boa posição, com chances de vitória, por isso, ficou bastante desapontado, mas não motivos para ficar triste, foi um ótimo resultado, de toda maneira.

Para rir (ou chorar)!

Estava a 2ª rodada em andamento quando, com pulmões repletos de ar, Gabriel Name exclama (não no jogo!): "AAAALOOOOOOOO"!!!, junto ao telefone do Clube!
O salão todo procurou aquela voz e riu dessa situação.
O AI Mauro Amaral foi o primeiro a encontrar e pedir silêncio.
Seria ele o "Capitão Caveeeernaaa"? - risos!

sábado, 30 de outubro de 2010

Semifinal do campeonato brasileiro

 Começou hoje a semifinal do campeonato brasileiro nas dependências do CXSP. Apresento uma das primeiras partidas do colega e colaborador do blog, João Danilo Mandetta. Mais detalhes em :

http://www.chess-results.com/tnr39636.aspx?lan=10

http://www.xadrezunderground.blogspot.com/

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Copa Osasco - 5ª rodada

Com a participação de 9 enxadristas, a última rodada classificatória (haverá uma última, com os oito melhores classificados) terminou no último sábado com a vitória de Bruno Morado, com dois pontos de vantagem (!) sobre o segundo colocado, Otávio Bettoni, em 5 rodadas.

Assim como o enxadrista guarulhense, Renan de Oliveira, Morado tem tido uma boa performance em torneios e constante evolução, logo deverá ser um Mestre (!). Podemos perceber isso ao conversar com ele, a forma como aborda o xadrez, a compreenção e o equilíbrio.

Guarulhense em ação! (ou quase isso) - Sempre que posso, gosto de participar das etapas da Copa Osasco e também do torneio de encerramento do pessoal de Carapicuíba.
Dessa vez, minha performance não foi boa, ainda que o empate tenha sido contra o terceiro colocado, Juarez Oliveira. Certamente melhorarei nos próximos tempos.

Abaixo, as posições finais do torneio:

Standings
Place Name Score Buch. M-Buch. Progr.

1 Bruno Morado 5 11.5 8.5 15.0
2 Otávio Bettoni 3 14.0 9.0 10.0
3 Juarez Oliveira 3 13.5 8.5 9.5
4 Leonardo 3 13.5 8.5 8.0
5 Carlos Eduardo Alves 3 10.0 7.0 9.0
6 Sandro Chacolla 2 15.0 10.0 6.0
7 José Carlos 2 11.5 8.5 5.0
8 Silvio 2 10.0 7.5 5.0
9 Wilton Yokomizo 1.5 14.5 9.5 4.5

Cross Table
No Name Feder Rtg 1 2 3 4 5

1 Morado, Bruno 6:W 9:W 2:W 4:W 3:W
2 Bettoni, Otávio 7:W 5:W 1:L 3:L 6:W
3 Oliveira, Juarez 9:D 4:D 6:W 2:W 1:L
4 Leonardo, 0: 3:D 8:W 1:L 7:W
5 Eduardo Alves, Carlos 8:W 2:L 9:W 6:L 0:W
6 Chacolla, Sandro 1:L 7:W 3:L 5:W 2:L
7 Carlos, José 2:L 6:L 0:W 8:W 4:L
8 Silvio, 5:L 0:W 4:L 7:L 9:W
9 Yokomizo, Wilton 3:D 1:L 5:L 0:W 8:L

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Conhecer lugares - Dioska's Bar - Carapicuíba

No centro de Carapicuíba, em uma das pontas da rua Inocêncio Seráfico (que é enorme, mas ter o Centro como referência ajuda muito), está o ponto de encontro dos enxadristas dessa cidade, o hospitaleiro "Dioska's Bar".
Logo na fachada, percebe-se a paixão pelo xadrez: um banner verde um pouco degradê com peças do jogo.
Ao entrar, percebe-se que é um bar, nem tão pequeno nem tão grande, porém com espaço suficiente para duas mesas de xadrez.
À esquerda das mesas, há uma grande oferta de bebidas, como refrigerantes, isotônicos e afins; à direita, há um interessante quadro feito com lápis de cor: o dono do bar pensando em uma jogada.
Além do próprio espaço, como já mencionado, o interessante é que os enxadristas de lá se reúnem para jogar no bar, como o Felipe Alves (já entrevistado pelo nosso blog) e o Paulista (joguei regressivo contra ele - que é jogar relâmpago - 5 minutos de reflexão - e a cada vitória é tirado um minuto). Só consegui reduzir meu próprio tempo uma vez, o que mostra que foi difícil.
Bom, quando estiver "en passant" por Carapicuíba, visite o Dioska's!

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Torneio interequipes da LIGA

V Torneio Interequipes da Liga de Xadrez Local: Círculo Macabi
 
Endereço:
Av. Angélica, 634 – Bairro Higienópolis – São Paulo – SP.
Data:
17 de Outubro de 2010.
Horário:
Congresso Técnico às 13:30h. A 1ª Rodada começa às 14:00h.
Participação:
Poderá participar do Campeonato qualquer equipe, composta por 3 titulares e 1 reserva (opcional).
Sistema de Jogo:
O Torneio será jogado em 5 rodadas, pelo sistema suíço.
Tempo de Reflexão:
Cada jogador terá 20 minutos para toda a partida.
Premiação: 1º lugar - R$ 280,00 + Troféu + 4 Medalhas
                    2º lugar - R$ 200,00 + 4 Medalhas
                    3º lugar - R$ 120,00 + 4 Medalhas
                    4º lugar – 4  Medalhas
                    5º lugar – 4 Medalhas
                    6º lugar – 4  Medalhas
                    Melhor Equipe Sub14- Troféu + 4 medalhas
                    Melhor Equipe Sub18 – Troféu + 4 medalhas
                    Melhor Equipe com Rating Médio Inferior a 1850 – Troféu + 4 Medalhas
                    Entidade com mais Participantes – Troféu
                    Melhor 1º Tabuleiro – Medalha
                    Melhor 2º Tabuleiro – Medalha
                    Melhor 3º Tabuleiro – Medalha
                    Melhor Reserva - Medalha


Mais informações em: http://www.ligadexadrez.com.br/

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

OLIMPÍADAS DE XADREZ 2010

    Estamos chegando ao final de mais uma Olimpíada de Xadrez, e o Brasil segue razoavelmente bem. Nós do blog não pudemos transmitir nem emitir comentários acerca do evento, em decorrência dos compromissos e outros afazeres. Mas, fazendo justiça, publicamos a seguir links de endereços na WEB que transmitem o evento. Vale a pena conferir.

http://www.chess.co.uk/twic/twic.html

http://www.clubedexadrez.com.br/

http://vidaemminiatura.blogspot.com/

http://ugra-chess.com/results.php

http://olimpiadasdexadrez2010.blogspot.com

http://www.fpx.com.br/s2010/ol2010

http://www.brazilianchess.net

http://www.chessbase.com/espanola/index.asp 


http://xadrezunderground.blogspot.com

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Entrevista com Liria Garcia

   Aproveitando a onda de entrevistas do blog, publico uma feita com Liria Caetano Garcia, via e-mail, respondida hoje mesmo, em decorrência da participação da enxadrista no Mundial Universitário. Transcrevendo a entrevista:
   
Definição de xadrez:  
Paixão

Onde começou a jogar:
Ensino Fundamental Trevo Master com o professor Márcio Regis em Santo André SP quando tinha 15 anos

Momento inesquecível (no xadrez):
 
É um momento recente: Ganhar da WMF inglesa na última rodada do Mundial Universitário 2010 realizado em Zurique- Suíça. Lá consegui a 22ª posição e aumentei 34 pontos de rating FIDE

Xadrez no Brasil: 
Não há dúvida que o número de enxadristas só cresce. Mas ainda há pouco incentivo para um jogador (tanto homens quanto mulheres) decidir se dedicar completamente ao esporte. Além de ainda ser um esporte muito caro

Uma abertura: 
Caro-kann

Um enxadrista: 
GM Yasser Seirawan

Uma enxadrista:
GM Nona Gaprindashvili

Uma peça: 
Cavalo

Um livro: 
Xadrez Básico- D'Agostini

Uma fase do jogo: 
Final

Pretensão enxadrística: 
Melhorar no ranking Feminino brasileiro e nos jogos Universitários

Agradecimentos à enxadrista ...E sucesso nos próximos torneios !

Até mais !

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Entrevista! - GM Carlos Garcia Palermo

Entrevista com o GM Carlos Garcia Palermo


Poucos jogadores do planeta podem dizer que venceram um campeão do mundo, no auge de sua forma e em pleno reinado. Mais ainda, que venceu dois. E foi exatamente o que aconteceu na carreira enxadrística de Carlos Garcia Palermo, argentino, atual técnico das equipes italianas de xadrez, que disputarão as Olimpíadas em Khamty-Mansisk, na Rússia, em outubro próximo.


O contato com o GM foi possível graças à informação privilegiada que nos deu um Diretor da CBX, o AI Mauro Amaral, sobre a passagem (ou seja, ele estava “en passant”) por Guarulhos, rumo a Milão. No final, fiquei sabendo que eles são muito amigos, inclusive, o GM Carlos Garcia já emprestou seu apartamento em Buenos Aires, para hospedar o Mauro.



Hoje, no final da manhã, fui ao endereço: R. Diogo Farias, 137, local do hotel Mônaco, onde estava hospedado o Grande Mestre. O endereço, no centro de Guarulhos, sempre me foi familiar, pois fica próximo da “Elétrica Takei”- desde sempre meu pai compra componentes elétricos lá.



Chamei na recepção por Palermo e fui prontamente atendido no telefone por uma voz grave e rápida, que atenciosamente me disse que já desceria até o saguão.
Assim que me avistou, me cumprimentou, agradeceu (na verdade, penso que eu é quem deve agradecimentos) e começamos imediatamente a entrevista:

Wilton Yokomizo - Atualmente, o sr. é. o técnico das seleções da Itália. Qual é a maior dificuldade e a maior satisfação de treinar jogadores?

Carlos Garcia Palermo - Agora, e antes como enxadrista, não depender somente dos seus próprios resultados e sim do de todos (as Olimpíadas de xadrez são disputadas por equipes). A satisfação é ter uma boa relação pessoal e enxadrística, fazer uma boa preparação e que se consiga um bom resultado. Todas as experiências são interessantes, mesmo quando se perde , também, é interessante, saber como levantar o ânimo dos jogadores.

WY - Carlos, as Olimpíadas de Xadrez estão próximas. Na sua opinião, quais as chances da equipe italiana?

CGP - A equipe italiana tenta melhorar as posições obtidas em torneios anteriores. Nas Olimpíadas de Dresden (2008), foi a melhor performance da história com a equipe feminina e, bom, trataremos de melhorar todos, esse é o objetivo.

WY - Ainda sobre as Olimpíadas, como o Brasil é visto pelos outros países, por exemplo, pela Itália? É considerado um time de respeito?

Foto acima: GM Palermo e... Nakamura??? (rs)

CGP - Sim. Porque nesse momento todos da equipe (masculina) do Brasil são Grandes Mestres e tem 2600, a maioria, e não somente pela Itália mas é também perigoso para qualquer equipe do mundo.

WY - Agora, falando sobre o sr. : há alguma vitória marcante para você na sua carreira?


CGP - Obviamente a mais importante vitória foi contra Anatoly Karpov quando ainda era campeão do mundo (1982) e foi muito emocionante. Foi um momento histórico, difícil de assimilar, porque levei vários meses sem me dar conta que classe de jogador era. Esse momento foi vertiginoso, eu diria!

WY - E a vitória sobre o Fischer, em 1971? Foi marcante?

CGP - Sim. Eu era um adolescente e ele (Fischer) estava em um momento de glória e dois anos depois veio a ser campeão do mundo, com muita publicidade, mas era uma partida simultânea e que teve erro na abertura. Talvez por causa disso tenha sido a partida que Fischer tenha perdido em menos jogadas, em 15. Historicamente talvez tenha importância... mas para mim é a partida com Karpov e outra muito importante contra Short nas Olimpíadas de Manila, 1992. Ganhei de Short com as negras e ele era na época o desafiante de Garry Kasparov. Quando fui me preparar no computador e puxei partidas dele de brancas, todas davam: “Um, zero”, “Um, zero”. Que coisa! Minha preparação foi muito difícil. Sem contar a partida. Isso também foi para mim muito importante e muito pouco divulgado, se comentou muito pouco. Em compensação, a partida contra Karpov correu o mundo. Korchnoi me mandou 400 dólares de presente por vencer essa partida (risos!)!

WY - Para finalizar, pediria para falar sobre o que há de melhor no xadrez.

CGP - Sobre a partida, eu gosto mais dos finais do que das aberturas. Mas eu gosto muito também de ser um enxadrista, conheço muito gente interessante de outros países e se puder viver novamente, gostaria de ser enxadrista!

sábado, 11 de setembro de 2010

Aos 75 anos, morre Bent Larsen

crédito da foto: blog "ajedreztenerife.blogspot.com"

Dia 9 de setembro marcou o falecimento de um dos grandes jogadores das décadas de 50 a 70, o "príncipe dinamarquês", Bent Larsen.

Na literatura enxadrística, existe uma partida com o seu nome, o "Nimzovich - Ataque Larsen" ou "Abertura Larsen" - iniciada com o lance 1. b3 !? - no Brasil, utilizado pela ex-enxadrista guarulhense e mestra, Jussara Chaves.
No livro "Meus grandes predecessores - vol 4", há um espaço reservado a Bent em meio a história de Bobby Fischer. Na opinião de Kasparov (ou de quem quer que tenha escrito o livro), Larsen "era um jogador que dava um colorido ao xadrez" com suas aberturas pouco usuais e estilo de jogo e conclui que "isso é uma coisa que não se vê mais no xadrez".
Em homenagem ao Grande Mestre dinamarquês, um link de uma partida dele utilizando o próprio sistema de abertura (clique em "abertura" e levará ao site do chessgames.com, o qual possui a partida).

Saldo de agosto

Entre 19 e 22 de agosto ocorreu o Campeonato Paulista Absoluto, em Americana, com a participação de 99 jogadores.
Além da participação do nosso colaborador João Danilo Mandetta, 7º no geral (em razão da participação de estrangeiros e jogadores de outras federações) e 3º como resultado válido para o paulista, tivemos a participação destacada de 3 enxadristas guarulhenses: em 10º lugar e 5º como resultado válido, Rodrigo Akira Terao; na 19ª colocação no geral e campeã na categoria feminino, ficou Juliana Sayumi Terao (19 posições a frente de sua concorrente mais próxima, Vanessa Feliciano) e em 27º no geral Yago de Moura Santiago.
Parabéns aos nossos enxadristas!

Mais partidas

   Continuando a série de partidas jogadas no campeonato paulista por JD Mandetta, publico as restantes, junto ao arquivo PGN.

LINK DE DOWNLOAD:
http://www.4shared.com/file/HxMu22iO/PaulistaAbsoluto.html

(3) Mandetta,João Danilo (2057) - De Paula,Erick (1841) [A26]
Paulista Absoluto 2010, 21.08.2010
[Danilo,João]
 1.¤f3 g6 2.c4 ¥g7 3.g3 ¤f6 4.¥g2 0–0 5.0–0 d6 6.¤c3 ¤c6 7.d3 e5 8.¦b1 ¤h5 9.b4 f5 10.¥g5 £d7 11.b5 ¤e7 12.£b3 ¢h8 13.a4 h6 14.¥xe7 £xe7 15.¤d5 £f7 16.¤d2 g5 17.a5 f4 18.¤e4 ¥e6 19.b6 ¥xd5 20.cxd5 g4 21.¦fc1 £g6 22.bxc7 fxg3 23.hxg3 ¤f4 24.gxf4 exf4 25.£xb7 ¦ac8 26.£xc8 ¦xc8 27.¦b8 1–0


(4) Marra,Eduardo (2268) - Mandetta,João Danilo (2057) [B89]
Paulista Absoluto, 22.08.2010
[Danilo,João]
1.¤f3 c5 2.e4 ¤c6 3.¤c3 e6 4.d4 cxd4 5.¤xd4 d6 6.¥c4 ¤f6 7.¥e3 ¥e7 8.¥b3 0–0 9.£e2 a6 10.0–0–0 £c7 11.g4 ¤d7 12.¦hg1 ¤xd4 13.¥xd4 b5 14.f4 ¤c5 15.g5 b4 16.¤a4 ¤xa4 17.¥xa4 e5 18.f5 exd4 19.¥b3 ¢h8 20.¦d3 d5 21.£f2 dxe4 22.¦h3 ¥xf5??

Tendo jogado bem a defesa até agora eu faço um inexplicável erro de capivara.A posição ainda é boa depois de devolver a peça, mas se eu tivesse jogado o simples [22...£e5–+ estaria completamente ganho...]

23.£xf5 g6 24.£xe4 ¦ad8 25.¦h6? Marra desperdiça sua segunda chance,e dessa vez não terá uma terceira. [25.£h4 h5]

25...d3! 26.£h4 d2+ 27.¢d1 £e5 Segurando todos os pontos,e agora é o rei branco quem está mortalmente ameaçado. 28.¦xh7+ ¢g8 29.£h6 ¦d6 Guardando a última ameaça branca (Dxg6).Vendo seu rei sobre tão imparáveis ameaças,as brancas se desesperam. 30.c3 bxc3 31.h4 cxb2 32.¥c2 ¦c8 And b1 Queen next move. 0–1


(5) Mandetta,João Danilo (2057) - Terao,Rodrigo Akira (2317) [A37]
Paulista Absoluto, 22.08.2010
[Danilo,João]
1.¤f3 c5 2.c4 ¤c6 3.¤c3 g6 4.g3 ¥g7 5.¥g2 d6 6.0–0 e5 7.¤e1 ¥e6 8.¤d5 ¤ge7 9.¤c2 h5?! Uma jogada muito ambiciosa,que debilita a casa g5. 

10.d3 ¤f5 Forçado,já que havia a desagradável ameaça Bg5. 11.¦b1 ¦c8 12.b4 b6 13.b5 ¤cd4 14.¤e1!?
 Uma jogada original.As brancas pretendem explorar a posição "supérflua" dos cavalos pretos,e ameaçam e2-e3. 

14...¤e7 15.¥g5 ¥xd5 16.cxd5 Se o par de bispos ainda não parece muito forte,devido ao caráter fechado da posição,as brancas ficarão felizes em instalar um cavalo na casa c4, tornada disponível pela troca. 16...£d7 17.a4 f6 [17...£g4 18.¥xe7 ¢xe7 (18...¤xe2+? 19.¢h1 ¢xe7 20.h3) ]  

18.¥d2 h4 19.e3 ¤df5 20.¤c2 O cavalo se dirige para c4,de onde pressionará d6,e depois de a5 e axb,também o peão b6 se tornará uma séria fraqueza. 20...¥h6 21.g4!?
 Eu poderia ter seguido a idéia com Ca3 agora,mas achei bom estabilizar qualquer coisa na ala do rei... 21...h3 22.¥h1 ¤h4 23.f4! Ameaçando Be1 e Df3,atacando h3. 23...0–0 [23...£b7 24.¥e1 ¤g2 25.£f3!]  

24.¥e1 ¤g2 25.£f3 ¤xe1 26.¦bxe1
 E nessa posição quase ganha eu faço uma vergonhosa oferta de empate ,só por causa do rating.Se arrependimento matasse... ½–½
 

terça-feira, 7 de setembro de 2010

Partidas Campeonato Paulista 2010

    Partidas do jogador santista e colaborador do blog, JD Mandetta, analisadas pelo próprio. Mais partidas nas próximas postagens, junto ao arquivo PGN com todas.
(1) Mandetta,João Danilo (2057) - Xavier,João [A11]
Campeonato Paulista Absoluto 2010, 19.08.2010
[Danilo,João]
1.¤f3 ¤f6 2.c4 e6 3.g3 d5 4.¥g2 c6 5.b3 g6 6.¥b2 ¥g7 7.0–0 0–0 8.d3 ¤bd7 9.¤bd2 [9.£c2 ¦e8 10.¤bd2 e5 11.e3 b6 12.b4 ¥b7] 9...¦e8 10.£c2 e5 11.cxd5 cxd5 12.¦ac1!?
 A idéia de ocupar a coluna aberta sem se preocupar com as possíveis complicações geradas por ...e4. Mas o seguro [12.e4 também merecia atenção.] 12...e4 13.dxe4 dxe4 14.¤g5 e3 15.fxe3 ¤e5 16.¥d4 [16.¤c4] 16...¥f5?
Após esse lance as brancas obtém um imparável ataque. 17.¦xf5 gxf5 18.£xf5 ¤g6 19.¤de4 ¦xe4 20.¥xe4 £e7 21.¥xb7 ¦d8 22.¦c8 h6 23.¥c5 £e8 24.¥c6 ¦xc8 25.¥xe8 ¦xe8 26.¤f3 a6 27.¥d4 ¤e7 28.£a5 ¤c6 29.£xa6 ¤xd4 30.exd4 ¤d5 31.e4 ¤f6 32.e5 1–0

(2) Tine,Marcos Vinícius (2315) - Mandetta,João Danilo (2057) [A30]
Paulista Absoluto 2010, 21.08.2010
[Danilo,João]
1.¤f3 c5 2.c4 ¤f6 3.¤c3 b6 4.g3 e6 5.¥g2 ¥b7 6.0–0 ¥e7 7.d4 cxd4 8.£xd4 d6 9.e4 a6 Nós temos uma Hedgehog,ou Porco-espinho.
10.¦d1 ¤bd7 11.b3 £c8! Apesar de pouco natural,eu julgo Dc8 como superior à Dc7 nessa posição.A idéia é desviar do final um pouco desagradável que seguiria após [11...£c7 12.¥a3! ¤c5 13.e5 dxe5 14.£xe5 £xe5 15.¤xe5 O final é tido pela teoria como jogável,porém não me agrada uma luta sofrida por meio ponto,quando posso ter um dinâmico meio-jogo pela frente...] 12.¥b2 [12.¥a3?! Seria agora respondido com 12...¤c5 13.e5? ¥xf3! 14.¥xf3 dxe5 15.£e3 (15.£xe5? ¤cd7–+) 15...¦a7µ Um saudável peão de vantagem para as pretas.] 12...0–0 13.¦ac1 ¦e8 e8 geralmente é a casa reservada para essa torre na Hedghog.Ela está a postos para a sonhada ruptura d6-d5,quando se abriria a coluna "e". 14.¤e1 [14.£e3 £c7 15.¤d4] 14...£c7 A dama também é remanejada para sua casa ideal,agora que as brancas não podem entrar mais no final antes citado. 15.¤c2 ¦ad8 16.¤e3 O cavalo em e3 inibe a ruptura d6-d5.Mas objetivamente estaria mais ativo em d4. 16...¥f8 17.b4 Ganha espaço na ala da dama,mas também cria pontos débeis,c4 não conta mais com a proteção de um peão. 17...£b8 18.a3? ¤c5!
 A resposta que meu adversário não viu!Agora estão ameaçados ambos ... Cb3 e também ...e5,quando cairia o peão central e4. 19.¤c2 [19.bxc5 dxc5 Cai a dama branca.] 19...¤b3 20.£xb6 ¤xc1?! Melhor era [20...¤d7 21.£e3 ¤e5] 21.¦xc1 £a8 22.£d4 ¤d7 23.¤e3 ¤e5 As brancas tem compensação suficiente pela qualidade: um peão a mais e uma maioria na ala da dama,além de uma pressãozinha chata sobre g7,e é difícil abrir colunas para as torres jogarem.O empate é justo,a melhor chance de vitória foi desperdiçada com 20–... .Cxc1. ½–½

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Enxadrista a caminho do título

Renan de Andrade Oliveira e Wilton Yokomizo

Após a disputa do torneio “Open de Sants”, realizado em Barcelona, Luiz Guilherme Abdalla da equipe de xadrez de Guarulhos pode ser o próximo Mestre brasileiro com título reconhecido pela FIDE (Federação Internacional de Xadrez).

Com base nos resultados recentes, o rating (pontuação obtida pelo jogador) de Abdalla superará os 2300 pontos necessários para obtenção do título de MF (Mestre FIDE) – 2ª qualificação reconhecida pela entidade.

O rating conquistado nos torneios recentes (desde que não haja perda em jogos posteriores, claro) deve ser contabilizado na próxima lista atualizada da FIDE, em 1º de outubro, assim, torna oficial o título de Mestre.

Ser enxadrista no Brasil não é fácil: dificuldades financeiras, de conciliar estudos e o próprio xadrez, além de não ser tão frequente o número de torneios aqui para obtenção das titulações, então, quando um jogador chega a Mestre, devemos reconhecer o feito.

Parabéns Adballa!

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Barcelona - Open de Sants

Guarulhenses em ação! - No Open de Sants, vencido por Rodshtein após 10 rodadas, houve a participação de 7 enxadristas brasileiros, dentre os quais dois guarulhenses: Luiz Abdalla terminou com 6 pontos, em 82º e Gustavo Gomes Pizzocaro com 4,5 pontos, em 190º.




À direita, Luiz Adballa


Além da experiência, bons pontos de rating.

Gustavo Pizzocaro

Entre os brasileiros, o melhor colocado foi o GM Alexander Fier, que terminou com 7,5 pontos em 10 possíveis e na 14ª posição. Fier já foi campeão desse torneio, em 2008.

Torneio ACESC

Sábado, 28 de agosto, ocorreu o 13º torneio ACESC com mais de 500 participantes, para categorias sub-8 a sub-16, ou seja, um torneio escolar.

No site http://www.clubedexadrez.com.br/artigo.asp?doc=7982 estão as colocações finais em cada categoria, além do "cross table".
Um dos destaques foi Armen Proudian, vencedor da categoria sub-16.

As fotos do torneio foram gentilmente cedidas pelo amigo, também AA, Rodrigo di Negri.

Ginásio com jogos em andamento
Ginásio do Club Athetico Paulistano
Giovanni Vescovi Filho, campeão sub-8, à direita, segundo de baixo para cima.

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

TORNEIO NO CXSP

Etapa CXSP - Semp Toshiba Informática do Circuito 21'

O Clube de Xadrez São Paulo organizará no próximo dia 26 de setembro, domingo, às 14h30, mais uma etapa do Circuito 21 da Federação Paulista de Xadrez.

A premiação prevista é a seguinte:

1º colocado: R$ 150,00 (cento e cinquenta reais)
2º colocado: R$ 100,00 (cem reais)
3º colocado: R$   80,00 (oitenta reais)
4º colocado: R$   70,00 (setenta reais)
5º colocado: R$   50,00 (cinquenta reais)

O associado do CXSP que obtiver a melhor colocação e não estiver entre os cinco primeiros colocados receberá R$ 50,00 (cinquenta reais).


Inscrições:

Sócios quites com o clube, R$ 5,00 (cinco reais); demais participantes, R$ 25,00 (vinte e cinco reais).

 

As reservas de inscrição poderão ser feitas por e-mail ( contato@cxsp.com.br Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. ) e confirmadas até 15 minutos antes do início do torneio na sede do CXSP (rua Araújo, 154, 3º andar).

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Olha!

Hoje, relembrei a época da faculdade e resolvi fazer algo como "exercitar o ego virtual".

Não, eu não precisei recorrer a material pornográfico da Internet e sim digitei o meu nome entre aspas ("Wilton Yokomizo").

Dessa maneira, a busca do Google filtra apenas as ocorrências com o meu nome e sobrenome (façam esse teste, é interessante!).

Descobri que há 237 aparições minhas no Google (uia!): do vestibular do Mackenzie até minhas últimas postagens do blog.
Mas, como diria Zagallo: "aí sim! Fomos surpreendidos novamente"!
Havia algo que eu não esperava: o blog CXSAJBA (Clube de Xadrez Santo Antônio de Jesus - Bahia) utilizou uma das entrevistas do nosso blog, feita com o MF Herbert Carvalho!
Pensei: "uia"!
Fiquei surpreso ao ver que estavam utilizando material do nosso blog (estaríamos nos tornando referência???).
Ao menos, embora não tenha utilizado um hiperlink, havia referência de onde foi retirada aquela parte da entrevista, com menção a mim como entrevistador.

Mas... espere! Não é só isso!
Clique no título (Olha!) e note algo de errado na legenda da foto...

Tudo bem, erros acontecem, afinal, nós nipo-brasileiros somos todos iguais (rs!).

PS: comentei o fato com o autor do blog e também agradeci o fato de ter escolhido uma de nossas entrevistas do blog para a coletânea dele! =)

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Torneio amistoso \ surpresa - Anglo

Inaugurando o mês de agosto, após as férias, voltamos a jogar no Anglo Guarulhos.
Ontem, talvez pelo frio, estávamos apenas eu e o Chiquinho (Francisco Ximenes).
Ficamos um bom tempo, como dizem as pessoas do interior, na prosa.
Chiquinho vive e ama o xadrez, obviamente, não faltou assunto para conversar.

Depois de um bom tempo, resolvemos jogar.
Ao acabar de acertar o relógio, apareceu o Renan Oliveira.
Falamos um pouco com ele e depois iniciou-se a minha partida com o Chiquinho, com 10 minutos de reflexão.
A partida estava mais ou menos equilibrada, aí o Chico gerou um peão passado na coluna "a" e tudo parecia acabado.
Mas como estávamos ambos apurados no tempo, eu também consegui um peão com possibilidade menor de promoção em "c".
Ele tinha 11 segundos e eu mais ou menos isso. Demorei, calculei errado e meu tempo caiu!
Que cruel!

A segunda partida foi contra o Renan, velho conhecido e atualmente algoz.
Eu fiquei inferior na abertura, um pouco perdido, comecei o meio jogo com uma troca de peça por dois peões, piorou ao perder peça inteira "de grátis" e não precisou chegar aos finais, desisti antes.

A terceira partida: Chiquinho contra Renan.

Após os primeiros lances e, como diria o Zagallo: "aí sim! Fomos surpreendidos novamente!", pensei: por que não jogar esses resultados no Swiss Perfect e transformar isso em um torneio Schuring?
Comecei a mexer, incluí os jogadores, fiz o emparceiramento e achei estranho não ter que clicar naquele "x" com forma de espadas.
Levei ao Ximenes, após o término da partida.
Ele mostrou que como era Schuring (Robin Round), tudo era emparceirado na primeira rodada, só necessitava incluir os resultados, apertando ">".
Eles ficaram surpresos: sequer haviam notado que eu havia saído da mesa (estava ao lado de ambos assistindo a partida) e acharam muito legal a idéia de ter transformado nossas partidas em um "mini-mini open"!

Resultado: o primeiro torneio amistoso do Anglo desse ano, segundo semestre!

Por isso, convido todos os enxadristas de Guarulhos (e os que também não for) a jogar no Anglo Guarulhos, tanto partidas pensadas ou partidas rápidas\relâmpago!

O melhor é que o nosso torneio é realmente amistoso, entre amigos, apenas pelo prazer de jogar xadrez.

terça-feira, 27 de julho de 2010

PARTIDAS

 Algumas partidas dos Regionais 2010 de Taubaté:

http://www.mediafire.com/download.php?6obnytg3a43fgjw

Regionais Taubaté 2010

    Chegamos ao final de um mais um "Jogos Regionais", dessa vez disputado em Taubaté. A cidade de Guarulhos esteve representada pelas equipes masculina e feminina, no sub-21 1ª divisão e livre 1ª divisão, respectivamente.
    O certame feminino livre 1ª divisão possuía, nestes jogos, somente três equipes, das quais, logo, todas receberiam premiação! Porém, desde o início já se desenhava uma disputada de campeã e vice, sendo que Ubatuda tinha a equipe teoricamente mais fraca na categoria. Guarulhos, reforçada, tinha Juliana Terao, Joara Chaves, Vanessa Gazola e Vanessa Tashima. Pindamonhagaba, também reforçada, contava com Vanessa Feliciano, Gabriela Vargas (Mestra Paraguaia), Laurie Tournier e  Vivian Heinrichs. Ubatuba levou duplo 4 a 0, deixando a decisão reservada às equipes favoritas, sem maiores surpresas.
   No final acabou dando Guarulhos, com vitória da Terao no 1º tab, empate da Joara, derrota da Gazola, e empate emocionante da Tashima, mesmo com 2-2 (desempate no primeiro tab).  Só no último minuto, literalmente, foi possível comemorar.
 
   No masculino sub-21 Guarulhos tinha como principal rival São José dos Campos, sempre ameaçadora e, dessa vez, reforçada. Os números escolhidos no Congresso técnico faziam com que estas cidades somente se enfrentassem na última rodada. No mais, cidades que poderiam surpreender e estavam, igualmente, bem formuladas eram Taubaté, com destaque para Paulo Palozi e Fernando Barbosa, e Suzano, com destaque para Daniel Awoki. As outras equipes também tinham bons jogadores, com exceção de alguns que não sabiam nem sequer anotar.
    Guarulhos contava com MF Yago Santiago, MF Terao, Luiz Abdalla, Gustavo Pizzocaro e Renan Oliveira (o capivara da equipe).
   São José dos Campos tinha MF Tiné, Torsani, William Cruz, Victor Hugo Borges e Ivan Mesquita.
    
   Vamos aos resultados:
Campeã *Guarulhos venceu por 4 a 0: Franco da Rocha, Jacareí, Cunha, Poá e Suzano; e por 3 a 1: Taubaté.
Vice *S José dos Campos também venceu por 4 a 0: Franco da Rocha, Jacareí, Cunha, Poá e Suzano; e por 3 a 1: Taubaté.
3º lugar *Taubaté também venceu por 4 a 0: Franco da Rocha, Jacareí, Cunha e Poá. Venceu por 3 a 1: Suzano e perdeu por 3 a 1 para S José e Guarulhos.

   Na última rodada aconteceu a grande "final". No 1º primeiro tabuleiro Yago, com peão a menos, mas superior na posição venceu Tiné. No 2º Abdalla, após cair numa posição de meio jogo igualada, empatou com Torsani, Terao no 4º tabuleiro empatou inferior com Ivan Mesquita numa linha que parecia não conhecer. E, no 3º, Pizzocaro acabou derrotado por Victor Hugo, tentando forçar uma posição de aparente igualdade, pensando que Yago havia empatado no primeiro tabuleiro.

   Assim, mais uma vez, só nos momentos derradeiros foi possível comemorar.


Minha participação:   No mais, acabei jogando duas partidas: contra Franco da Rocha, ganhando dama no 10º lance, e contra Poá, vencendo somente no final de jogo. Foi muito proveitoso ter ido aos regionais, é mais uma experiência positiva para meu futuro possível desenvolvimento enxadrístico.

Algumas partidas na próxima postagem !

Até mais !

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Uma nova visão das aberturas de xadrez - vs. Guarulhos! – parte II

4 – Defesa Francesa (1. e4 e6) Com três meses de experiência, capivaradas e muitas derrotas, o enxadrista resolve jogar algo mais “sólido”. Daí por diante, com a nova abertura, seu bispo da dama nunca mais joga, as peças não passam da terceira horizontal e a posição do Rei fica sempre instável, muitas vezes sem rocar. Então seu professor diz que com Botvinnik esta saída dava certo e o aluno começa a ficar irritado. Após diversos mates rápidos e ataques fulminantes, além de derrotas em finais inferiores, o enxadrista começa a estudar o Informador! Vendo que o problema é a abertura, um ano depois passa a jogar a Caro-Kann. (Sem muito sucesso também).

Mais contribuições para a teoria das aberturas na próxima postagem!

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Uma nova visão das aberturas de xadrez - vs. Guarulhos!

Muitos são os livros que tratam dessa temática.

Nós, do blog, contribuiremos com a teoria das aberturas, à moda guarulhense.
Começarei com algumas observações pertinentes a algumas partidas:

1 - Abertura do Centro (1. e4 e5 2. d4) - ao iniciar o jogo, iniciando-se no xadrez após ler o primeiro livro de xadrez (olha, aprendeu a ler as notações de xadrez, também!), acha bonitinho esse início de jogo e resolve empregar. Deixa as negras igualarem logo no segundo lance e passa apertos durante todo o resto do jogo, amaldiçoando o compêndio barato que comprou para melhorar o nível de jogo (bem feito, não comprou o "Xadrez Básico" ou o "Meu Sistema"! - risos!) e a própria capivarada.

2 - Escocesa (1. e4 e5 2. Cf3 Cc6 3. d4) - depois de levar o primeiro nocaute no xadrez em torneio, o enxadrista iniciante resolve mudar a linha de jogo e escolhe a Escocesa. Fica feliz por conseguir um jogo mais sólido, a custa de algumas perdas de tempo, mas enfrenta um adversário mais forte e que aproveita-se desses atrasos...derrota!

3 - Escandinava - (1. e4 d5 2. exd5 Dxd5 3. Cc3 Da5) - após algum tempo de experiência (e assistir ao filme "Harry Potter e a Pedra Filosofal" - risos!), o enxadrista reproduz uma partida de algum site na internet e acha ousado o plano de jogar peão dama contra o peão rei das brancas. Desconsidera as perdas de tempos com a dama e acha legal não ficar com o bispo travado da Defesa Francesa. Segue-se uma partida com uma posição aberta, porém por vezes esvaziada e desfavorável para as negras. Lá pelo lance 30, a lição...um 1 - 0, como Espanha e Portugal, comparando com um exemplo da Copa do Mundo de futebol.

Mais contribuições para a teoria das aberturas com o Renan! Abraço!

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Post de Apresentação.

Olá pessoal!Eu sou o João Danilo,enxadrista da cidade de Santos,e fui convidado pelo amigo Renan a participar do Blog Xadrez Guarulhense.Agradeço o convite,vou começar a fazer posts por aqui!Acredito que uma parte dos leitores já me conheça,especialmente o pessoal da região de São Paulo,com quem ao longo de 8 anos de xadrez(pode não parecer muito,mas como eu tenho 17 no total,significa que o xadrez já está presente em quase metade da minha vida!)formei boas amizades.


Na verdade eu já possuo um outro blog pessoal,o Blog Xadrez Moleque,que eu gostaria de divulgar aqui também,segue o link : http://www.joaodanilochessblog.blogspot.com/ .Bom,com esse post inicial me considero apresentado,voltarei em breve com um post pra valer!

Abraço apertado do JD!

domingo, 27 de junho de 2010

Torneio CXSP

   Estou postando para informar sobre o torneio do CXSP, realizado no dia 12/06/2010, comentado no blog: http://www.xadreztorneios.blogspot.com.
   Neste torneio, de ritmo 3+2, acredito não ter me saído tão mal. Enfrentei alguns jogadores bons, como Celso Villares (presidente) , Joaquim de Deus, Diego Wosnizak e MI Herman Claudius. Como esperado, contra o Herman acabei perdendo. Não conhecia seu repertório, nem estilo de jogo; acabei entrando numa variante inusual da Francesa na qual perdi bonito! Contra o Celso estava melhor, mas fui enrolado (perdendo), contra o Wosniak a mesma coisa, mas resultou em empate; e contra o Joaquim ganhei torre num belo tático no meio jogo, vencendo. No mais, enfrentei alguns jogadores medianos e outros pingueiros (enroladores). Dos que ainda lembro, perdi pro Ed Aoyama e do J A Vallejos. Acabei o torneio com 6 em 11, empatado em 9º lugar (de 30). Abaixo, segue a classificação final:

Classificação final

Pos.   Nome                       Loc  Pontos M-Buch. Buch. Progr.

  1    Leandro Daniel Perdomo    2314 10       65.0  68.0   58.5
  2    Andre Cajal               2078 9.5      65.5  68.0   56.0
  3    Ivan Mesquita Goncalves   1904 8        69.0  74.0   48.5
  4    Herman C Van Riemsdijk    2416 7        66.5  72.0   41.0
  5    Ricardo De Amorim Schutt  2143 6.5      70.5  75.0   46.0
  6    Diego Stanislau Wozniak   2023 6.5      69.5  73.5   47.0
  7    Regis Ramos Rodrigues     2050 6.5      65.5  70.5   40.5
  8    Jose Roberto Aladic       1700 6.5      49.0  50.0   28.0
  9    Elton Carlos Caceres      1700 6        62.5  67.5   35.0
 10    Joaquim De Deus Filho     2037 6        62.5  66.5   38.0
 11    Matheus Mazim De Sousa    1805 6        62.0  67.0   36.5
 12    Alexandru Sorin Segal     2209 6        61.5  61.5   34.5
 13    Renan De Andrade Oliveira 1700 6        59.0  64.0   35.0
 14    Jose Lucas Abdalla        1979 6        55.5  56.5   32.0
 15    Jefferson Pedro De Sousa  1700 6        52.0  52.0   31.0
 16    Jose Adolfo Vallejos      2145 5.5      68.5  71.0   38.5
 17    Celso Villares De Freitas 2038 5.5      63.5  63.5   36.0
 18    Jorge Roberto Goncalves   2043 5.5      58.0  60.5   32.5
 19    Ricardo Lisias Firmino    1700 5.5      49.5  49.5   29.5
 20    Emilio Ishikawa           1700 5        66.0  70.0   34.0
 21    Edmundo Aoyama            1937 5        60.5  61.5   34.0
 22    Jose Antonio Vallejos     1956 5        52.5  52.5   27.0
 23    Jamil Said                1700 5        49.0  49.0   31.0
 24    Marius R Van Riemdsdijk   1859 5        44.5  44.5   25.0
 25    Guilherme Aiuso           1700 4        53.0  54.0   18.0
 26    Joao Tetsuo Makiyama      1700 4        43.0  43.0   23.0
 27    Caio C Almeida Dos Santos 1700 3        50.0  50.0   18.0
 28    Gregory Aladic            1700 2.5      50.0  50.0   18.0
 29    Mario Campos De Mello     1700 1        46.0  46.0    7.0
 30    Celso Faria               1700 0        47.0  48.0    0.0

segunda-feira, 21 de junho de 2010

1ª Copa Osasco - 3ª etapa

Ontem, 19/06, aconteceu na Escola de Xadrez Antonio José França Garcia a terceira etapa da Copa Osasco, com a surpreendente 1ª colocação de Henry Salgado, após vencer Bruno Morado na última rodada (4º lugar).
Na segunda colocação, Sandro Chacolla e em terceiro lugar, Juarez Oliveira.
Além das medalhas e troféu, Marcelo Luz ganhou um livro doado pelo MI Pelikian sobre o Campeonato da URSS, por sorteio.
Mais informações do torneio: xadrezdecadadia.blogspot.com

Na terceira rodada, houve dúvida sobre uma regra específica: o jogador de brancas, com muitas peças a mais, cometem lance ilegal. O enxadrista de pretas reclamam vitória pelo lance irregular e as brancas aceitam.
O torneio é de ritmo de 15 minutos, ou seja, é xadrez rápido e é permitido até 3 lances impossíveis/irregulares/ilegais.
Após o término da rodada, foi explicado aos xadrezistas (acho horrível o termo, mas é para não repetir tanto) que o jogador de brancas apenas precisava corrigir o lance e seguir a partida, com o devido acréscimo de tempo (2 minutos) para o adversário.
O xadrezista de pretas questionou o ritmo de jogo, alegando que era relâmpago/blitz, porém, a alegação seria válida somente se o torneio tivesse tempo de reflexão de até 14 minutos.

Como mencionei na ocasião da 1ª Etapa, o espaço de Osasco é bastante apropriado para a prática do jogo, com mesas próprias para prática de xadrez e também damas, relógios, peças (coisas que geralmente levamos para a maior parte dos torneios que participamos) e a própria localização, na Av. dos Automistas, de fácil acesso tanto para quem utiliza ônibus quanto carro.
Guarulhos não possui local fixo (e próprio) para treinamento e realização de torneios.
Convivo há 10 anos com os enxadristas de guarulhenses e, de uma maneira tacanha, posso comparar a situação com a de um circo: sempre itinerante (lembro de pelo menos 6 lugares diferentes nesse período) e dependendo de locais cedidos por terceiros (escolas e ONG's).


Guarulhense em ação!: Na primeira rodada enfrentei o destaque de Osasco, Bruno Morado. Deixei cair d5 na abertura, o qual deveria ter sido defendido com c6. De toda forma, a abertura estava um tanto estranha, com um fianchetto em b7, não sei se era o correto. Levei a partida até o final e após ficar com uma desvantagem insustentável, abandonei.
Ainda assim, acredito que tenha sido minha melhor partida nesse torneio. O próprio Bruno fez uma análise da abertura e encontrou algumas linhas interessantes de jogo, naquela situação (antes de perder o peão, claro). Grande garoto!
As demais partidas eu prefiro não comentar, foi um verdadeiro “show de horrores”! (risos!)
É isso! Até a próxima!

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Torneio de Xadrez Eniac


Data
26 de junho de 2010

Local
 Colégio Eniac: Rua Força Pública, 89, Centro, Guarulhos – SP

Horário
1ª Rodada às 13h00

Inscrições
As inscrições podem ser feitas das 12:30  às 13h00 horas
O valor da inscrição: R$ 5,00 p/ menores e R$ 10,00 p/ maiores de 18 anos

Rodadas e Tempo de Reflexão
O Torneio será realizado em até 6 rodadas pelo sistema suíço ,
com  20 minutos, para cada jogador.

Premiação
Absoluto, Feminino, sub. 17, sub. 14 e sub 10.
Troféus e medalhas
Arbritagem
 Francisco Ximenes