sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Último torneio do ano - Torneio de Confraternização de Xadrez e Damas de Osasco

Sobre o torneio

O último torneio do ano de Osasco contou com 31 participantes do xadrez, mais 9 de damas.
Um ambiente bastante descontraído, amistoso, mas que teve boas disputas.
Embora o prêmio de destaque tenha sido o sr. Jairo Sergio, houve outra surpresa: Walter Ferreira, que derrotou o conhecido Otavio Betoni e somente perdeu na última rodada para o favorito e campeão, Bernardo Vizzoto.
Danielle Sena, melhor jogadora do torneio e que costuma jogar torneios de alto nível, terminou em 6º lugar.

Além do próprio torneio, houve o tradicional churrasco logo após o término, um momento sempre bom e que, além do próprio torneio, me faz gostar de voltar lá para jogar e participar.
Ao final do torneio, informaram que haverá bons torneios ano que vem em Osasco, incluindo um Aberto do Brasil, além de torneios de normas para MI e GM - mais informações em www.xadrezdecadadia.blogspot.
Outra notícia animadora: pretendem tornar Osasco novamente competitiva no xadrez, retomando uma antiga tradição - qualquer que seja a cidade que promova o esporte, devemos reconhecer o esforço e torcer.

Comentário

É duro admitir, mas infelizmente Guarulhos não tem condições de fazer algo semelhante quanto a realização de torneios, visto que nem espaço físico para xadrez tem mais (espaço fixo, então...) - tem gente se organizando para fazer alguma coisa independente, mas isso ainda precisa de tempo.
Já comentei outras vezes, parei até de relatar isso, mas a verdade é que não ter um espaço físico e fixo, sem tantas mudanças de local (contando só a minha experiência de 10 anos para cá, dá para dizer que na média, foi praticamente 1 vez por ano!), atrapalha o surgimento de novos jogadores além de desmotivar quem tenta participar - quantas pessoas eu não conheci que deixaram de praticar por isso?
Ter na cidade jogadores de ponta, como temos nas equipes masculina e feminina, é ótimo, mas cumprir o papel social do xadrez, incluir mais pessoas independentemente se chegarão a campeões mundiais, mas que possam jogar decentemente e ajudar na própria organização e planejamento da vida do indivíduo, isso sim é um ganho social que é digno de ser alcançado.

Participação (desse) guarulhense - Diria que foi razoável, eu esperava um pouco mais, mas ao menos superei meu objetivo de sempre, de 50% e terminei na 13ª posição.
A primeira partida (na 2ª rodada, pois fui bye na 1ª) foi contra o destaque do torneio, Jairo Sergio. Tentei ao máximo vencer, mas e não tive muita chance de vitória e ele ganhou.
Depois enfrentei Ana Luiza Ferreira e venci, embora tenha cometido um erro na abertura.
O 3º jogo foi contra Felipe Alves Silva, jovem, menino, mas com grande experiência em torneios. Lamentei muito o fato de ter a partida nas mãos e deixar escorregar a vitória que parecia certa, mas paciência, acontece, perder também faz parte do xadrez.
E a última partida foi contra Felipe Luis Garcia, 2º colocado sub-10.
Dessa vez, vitória, mas não foi tão fácil - se bem instruído, acredito nesse menino como um forte jogador no futuro.
E por hora é só!

Se não postar mais nada até o final do ano, feliz 2012!










terça-feira, 18 de outubro de 2011

Resumo de setembro - mês movimentado

Setembro foi certamente o mês desse ano que mais participei de eventos enxadrísticos - milagres como esse são possíveis por uma mágica palavra: férias.

Mas não somente devido a minha disponibilidade, também houve uma confluência de oportunidades: na primeira semana, Torneio Aberto de Mogi das Cruzes; na terceira, Regional Sudeste e na última o Grand Slam (claro, nesse só para olhar!).

Sem mais alongar muito, vamos ao resumo:

Torneio Aberto de Mogi - esse foi o meu primeiro torneio pensado oficial, válido para obtenção de rating FIDE - um aspecto importante desse torneio foi o fato de muitos jogadores, cerca da metade, ter a mesma experiência que eu, de jogar o 1º torneio chancelado.
Confesso que tive bastante ansiedade na noite anterior ao torneio, mas foi um ótimo torneio de jogar, bem organizado por Claudio Tamarozi e com pessoas amistosas.
Além do prazer de jogar, foi com grande alegria que assistimos a vitória de Dirk Dagobert van Riemsdijk, uma lenda do xadrez nacional, de tanta contribuição e boas histórias para contar (detalhe importante: venceu o excelente e jovem enxadrista em ascenção, MF Rodrigo Terao).
Na premiação, ao receber o troféu de campeão, brincou, perguntando: "esse é o meu troféu para categoria juvenil"? Todos se divertiram com o seu bom humor.

Minha participação - Na primeira partida, vitória contra Isaque Tamarozi e o meu primeiro ponto contra jogador com FIDE.
Infelizmente não pude jogar a 2ª rodada, então, só joguei no dia seguinte.
Na 3ª rodada, enfrentei Maiara Eloa Garcia Santos (a menina que apareceu bastante nas imagens do Grand Slam - =) ) e empatei após deixar escapar uma posição promissora.
Na 4ª, derrota para o professor Sidnei Alves - o rating dele engana bem, ele joga bem mais do que a pontuação dele sugere.
Depois perdi partidas as quais tinha chances de vencer e deixei escapar.
Foi bom como aprendizado, fiz meu primeiro bloco FIDE com 1,5 em 3 partidas, mas ficou aquela sensação dever um pouco em desempenho.

Após uma semana de bom descanso, o próximo torneio:

Regional Sudeste - O vencedor foi o MF Evandro Amorim Barbosa (o que não deixa de ser uma surpresa, visto que o favorito era Felipe El Debs, exatamente por ser Grande Mestre - terminou em 2º lugar.
Mas a surpresa maior estava por vir: Mateus Nakajo Mendonça, na 3ª colocação, somando incríveis 42,45 de rating FIDE em apenas um torneio - tendo um empate contra El Debs!


Minha participação - Tive dúvidas se deveria participar desse torneio, visto que o nível deveria ser bem mais alto (e com um dia a mais de jogo, mais cansativo também).
Após pensar, resolvi que deveria jogar, não haveria muito a perder.
O desempenho contra os 4 jogadores FIDE que enfrentei não foi animador, se pensar em resultado: nenhum ponto. De toda forma foi uma experiência válida, alternando atuações pelo menos razoáveis com partidas para esquecer.

Por fim, Grand Slam!

Confesso que é curioso ver de perto (ao menos, mais perto do que em qualquer outro momento da vida) jogadores que são os melhores do esporte o qual mais aprecia.
Ver as expressões - calmas, como a do indiano Anand; as manias - como o de beber suco de laranja, do Carlsen; alguns tiques, como o nariz que levanta só de um lado do Vallejo Pons; a forma inquieta de andar de um lado para o outro, do Ivanchuk; a forma marrenta de ser do Nakamura e a elogiada postura discreta e educada de Aronian.

Alguns jogos foram emocionantes, outros foram para empates meio mortos.
Foi estranho ver o número 1 do mundo, Carlsen, com uma partida nas mãos, cometer um erro bisonho como na partida contra Vallejo Pons. Acho que nunca ví uma abertura Pirc funcionar tão bem e depois tudo ser jogado fora.

Ao final, Ivanchuk desbancou os 3 melhores ratings e somou 10 pontos (funcionou como no futebol, a pontuação). Apenas Carlsen o venceu. Após um desempenho que destoou dos demais, Vassily, teria uma surpresa: sua bagagem seria roubada antes do seu retorno a Europa - a
Copa do Mundo de Futebol e Olimpíadas serão aqui e é esse o cartão de visitas que apresentamos. Muito interessante.

Bom, resumidamente, foi esse o mês de setembro.
Ah, antes de terminar, lembro que a entrevista com o mestre Dirk Dagobert teve uma boa repercussão - algumas pessoas comentaram "puxa, não sabia que você (Dirk) treinou o Mequinho", falando ao próprio.
A entrevista foi bem legal - claro, uma boa fonte sempre tem a chance de gerar uma ótima entrevista!

Para ler a entrevista: http://xadrezguarulhense.blogspot.com/2011/09/dirk-70.html

Agora sim!
É isso!

Até mais!

sábado, 10 de setembro de 2011

Dirk - 70

Entrevista com Dirk Dagobert van Riemsdijk

Artista dos melhores jogos de peças de xadrez, Amazonas e Bragança (página na internet, com as fotos: http://www.xadreztotal.com.br/dirk/) ; detentor do antigo título de Mestre Nacional, jogador fortíssimo de estilo agressivo, professor, criador da revista “Jogo Aberto”, vendedor de materiais de xadrez no espaço Tabuleiro Cultural e primeiro professor do Pelé desse esporte no Brasil, Henrique Mecking, o Mequinho.

Essa é a extensa contribuição ao xadrez brasileiro do holandês que escolheu como pátria o Brasil, Dirk Dagobert van Riemsdijk, que completa 70 anos de idade, com boa saúde mental e física.

É com prazer que apresentamos essa entrevista concedida pouco antes da conquista do torneio Aberto Cidade de Mogi das Cruzes – 451 anos, com vitória inclusive o respeitado MF Rodrigo Akira Terao:


Xadrez Guarulhense - Conte sobre sua trajetória, da Holanda, a vinda ao Brasil, até hoje.


Dirk Dagobert van Riemsdijk– Até 1957 estava na Holanda, cheguei ao Brasil em 1958. Encontramos (Dirk e sua família) no Sul, em Pelotas-RS, um ambiente enxadrístico muito forte. E lá comecei, tive tempo para estudar xadrez. Havia um campeão pelotense, chamado Carlos Peixoto, na época, vice-campeão brasileiro. Nessa época, fui campeão pelotense.


XG - Com quem aprendeu a jogar xadrez?


DDR – Aprendi com o meu pai, aos 6 anos.


XG – E o aprendizado para chegar ao nível de Mestre?


DDR – Na verdade, fui muito autodidata. Sempre fui o melhor tabuleiro da minha escola no secundário. Na Holanda havia um campeonato inter escolas muito forte, muito organizado. E aí comecei a jogar os torneios nos finais de semana na Holanda, torneios rápidos, ganhei vários, até que nossa família veio ao Brasil. Fui campeão carioca. Carlos Peixoto era vice-campeão brasileiro e campeão lá. Ninguém conseguia destronar ele, um estudioso, um professor universitário, que tinha tempo e que tinha muita literatura, muita influencia da Argentina. E aí eu desenvolvi o meu xadrez, até o Mequinho aparecer, nos anos 60. No campeonato gaúcho, o primeiro foi o Mequinho, segundo Dirk e terceiro Carlos Peixoto. Todos de Pelotas, mas você não pode jogar o Brasileiro por não ser naturalizado.


XG – Você foi o primeiro professor de xadrez do Mequinho. E quem descobriu o Mequinho?


DDR – Mena Barreto. Ele gostava muito de jogar relâmpago, era um jogador prático. Ainda existe um Mena Barreto lá, acho que o sobrinho. Nessa fase, eu e o Mequinho treinamos. Daí eu parei com o xadrez e ele foi embora. Foi campeão brasileiro, sulamericano, campeão de tudo.


XG – Essa foto que vejo é do Mequinho em uma simultânea, com 7 anos de idade. Foi nessa época que começou a treiná-lo?


DDR – Não, foi depois ainda. Comecei a treiná-lo com 8 anos até os 10 ou 11.


XG – Como era o Mequinho como aluno? E a característica principal dele, já visível nessa época?


DDR – No início ele jogava tudo muito rápido, muito intuitivo. Ele tinha uma visão de jogo natural. Depois ele se assustava consigo mesmo da qualidade que ele tinha. Porque nós estudávamos, ele não tinha muitos livros, nós tínhamos uns 80, 100 livros. Aí a gente ia olhar as revistas soviéticas e ele jogava tudo certinho, de acordo como estava lá. E aí foi, em seguida ele explodiu.

A principal característica dele era o equilíbrio. Não era jogador de arriscar. Jogador muito controlado, muito certinho, muito equilibrado. Muito forte. No primeiro campeonato brasileiro dele, disputado aqui em São Paulo, os bons daquela época não acreditavam nele. Ele ganhou dos bons da época: Helder Câmara, Pinto Paiva... ele passou por cima de todo mundo. Em seguida ele classificou para o Sulamericano, aí vieram os bons, na época eram os argentinos: Eliskasses, Najdorf... e quando eles viram, Mequinho já tinha passado por tudo mundo (risos).


XG – Sobre uma lenda, talvez já antiga, sobre o livro mais conhecido no Brasil para ensino de xadrez no Brasil, o “Xadrez Básico”, do Orpheu D'Agostini. É verdade que houve a venda dos “tipos” (a matriz de placas de chumbo usadas para impressão)?

DDR – Os livros naquela época eram gravados em chumbo. E o “Xadrez Básico” é um calhamaço beeem grande. A lenda diz que o autor, D'Agostini, nunca ganhou dinheiro com o livro vendido pelas editoras, mas o chumbo estava jogado no fundo do quintal. Aí um dia a família ficou aborrecida com aquele chumbo no fundo do quintal e aí foram vender o chumbo. Com a quantidade de chumbo que era usado para fazer o livro, dava para comprar uma casa na praia! - (risos). É uma brincadeira que me passaram, me contaram.


XG – Qual é um aspecto importe do xadrez para a vida?


DDR – O xadrez tem que ser múltiplo, tem que ser uma coisa para fazer a gente pensar. O grande valor do xadrez é acostumar a pensar. E tem muitos jogadores que depois que se aposentam, dizem que foi muito importante aprender a jogar xadrez, reconhecem que o xadrez foi muito útil no desenvolvimento da carreira profissional das pessoas. Depois que aposentam, voltam a jogar xadrez.


XG – Qual o seu grande ídolo no xadrez?


DDR – Meu ídolo não é Fischer, é Tal. Por arriscar, pois arriscando você aprende mais alguma coisa. Agora, se você se segura, se recrimina, “é perigoso, não sei o quê!”. Acho que a finalidade não é bem essa. Mas... cada um tem uma visão.


XG – Então, uma parte lúdica seria tentar o ataque, a criatividade?


DDR – E arriscar, para ver como é que fica. Mas isso pode prejudicar os resultados. É importante resultado? Depende até que ponto é importante. O xadrez também tem beleza, a coisa ficou mecânica, principalmente depois que os computadores cresceram na influencia no jogo.


XG – Qual foi o melhor jogo que já disputou?


DDR – Minha vitória com Najdorf (um dos melhores do mundo no pós Segunda Guerra Mundial), pode ser uma. Mas fiquei muito honrado com o meu empate de pretas com Smyslov (ex-campeão mundial, falecido recentemente) e uma partida com sacrifício de dama que fiz recentemente.


XG – E qual foi a que lhe deu maior prazer?


DDR - Na partida com Smyslov. Foi ele que ofereceu empate! - risos.


XG – Agora, em setembro, você completa 70 anos de vida. Qual o segredo para manter a boa forma física e enxadrística?


DDR – Manter o equilíbrio. Não se jogar só na parte mental e descuidar da física. É a filosofia que tenho. Eu sempre fiz muita força, trabalhei muito com madeira, serraria. Carregar madeira. Manter o equilíbrio entre o mental e o intelectual.


XG – Qual o conselho que você daria a nossa nova geração de enxadristas?


DDR – Eu aconselho o seguinte: gostar do jogo, ver a beleza do jogo e não exclusivamente nos resultados, pensar que o mais importante é o resultado. Hoje tudo é visão voltado para “rating”, “rating”, “rating”... O que acontece? Aqueles que só jogam para conseguir “rating”, um dia o “rating” acaba, vem uma nova geração e aí fica no vazio. O xadrez não é suficientemente apreciado para continuar. A tendência desse pessoal que não consegue rating como se imagina que deveria ter é sumir. Somem, param. Vão para o poker, vão para outras coisas. Por isso acho muito importante a beleza. Mesmo os nossos melhores jogadores: eles se preocupam com rating e deixam de jogar os campeonatos porque não querem perder rating. Só um pode ser campeão.

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Circuito de Xadrez Guarulhense

    Para maiores informações acessem o folder do evento no site do Clube de Xadrez On Line, do mineiro Gérson Peres Batista.

http://www.clubedexadrezonline.com.br/artigo.asp?doc=10064

Até mais !

domingo, 14 de agosto de 2011

MF Eduardo Marra vence II Memorial Rodolpho Fares Jr.


Foi realizada na tarde deste sábado nas excelentes dependências do Clube Sírio em São Paulo o II Memorial Rodolpho Fares Júnior. Sagrou-se como campeão o MF Eduardo da Costa Marra, seguido de Ivan Mesquita Golçalves (2º), MF Álvaro Aranha (3º), MI Alexandru Segal (4º) e MI Edson Tsuboi (5º). O melhor guarulhense foi o "Phil Hellmuth" Fernando Viana que terminou em décimo com 4 pontos nas 6 rodadas disputadas. O torneio contou com 58 participantes e a arbitragem esteve a cargo do guarulhense Vagner Almeida Lima e a direção do torneio foi de Heraldo Klein.


sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Novidades!

Em breve, novidades no Xadrez Guarulhense!

Posts sobre torneios a disputar em breve, o primeiro deles nesse final de semana, o do Circuito 21 no CXSP e mais uma entrevista exclusiva!

Até mais!

domingo, 31 de julho de 2011

II Etapa Circuito de Xadrez Guarulhense

 Retificando:

2.a. etapa:               04/09                  14 às 19h00  


    Em virtude da necessidade de usarem o local de jogos durante um certo período no mês de Agosto, para as comemorações religiosas islâmicas, a 2ª etapa do Circuito teve de ser adiada para setembro.

    Fica dado o recado. Até mais !

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Resultado do Circuito CXSP - Circuito 21 - julho/2011

Os resultados e crossboard podem ser vistos aqui:
http://www.cxsp.com.br/noticias/57-xadrez/167-circuito-21-fpx.html

O enxadrista que enfrentei na primeira rodada foi Leandro Fabricio Campelo, pelo que pesquisei, de forte nível de jogo.

Fiquei feliz por ter feito uma boa partida, mas de toda forma existe ainda um longo caminho a percorrer.

Agora, preparem-se para o Torneio do Circuito Guarulhense, dia 13/08, o segundo do ano!
Mais detalhes, no post anterior:
http://xadrezguarulhense.blogspot.com/2011/07/circuito-guarulhense-de-xadrez-2-etapa.html

segunda-feira, 25 de julho de 2011

CIRCUITO GUARULHENSE DE XADREZ - 2ª ETAPA


Promoção:         * UNI – União das Nações Islâmicas
                            * SIBRA - Sociedade Islâmica Brasileira,
                            * Secretaria de Esportes de Guarulhos
             www.xadrezguarulhense.blogspot.com

 Local:      SIBRA-Sociedade Islâmica Brasileira
                  Rua Carlos de Campos, 06 – Jd. Santa Clara – Guarulhos

1.a. etapa :                                  19/06                   14 às 19h00

2.a. etapa:                                   13/08                   14 às 19h00  

3.a. etapa :                                  23/10                   14 às 19h00

4.a. etapa :                                  11/12                     14 às 19h00  

Programação / Regulamento
14h00  Inscrições  R$ 5,00 ( carentes  isentos)

14h50. – Congresso Técnico

15h00  – 1ª. Rodada(demais rodadas subseqüentes)

18h30  Premiação
                 Troféus, Medalhas e sorteio

Categorias:   08, 12, 16 anos, Absoluto, Veterano e Feminino

Sistema: Suíço ou Schuring, conforme nº de participantes, assim como o nº de rodadas

Ritmo de Jogo: 20 minutos nocaute  

Árbitros dos eventos:  Francisco Ximenes, Emerson Rossi, Carlinhos Arelari, Aristeu Neves, Vagner Lima, Moisés Barros, Renan Oliveira

 Importante: Solicitamos que aqueles que possuírem, compareçam munidos de  jogo de
                       peças e relógio de xadrez.
Maiores Informações: Francisco ( xykovsky1@yahoo.com.br)

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Circuito 21 CXSP - 18/07/11

A etapa de julho do Circuito 21 teve como vencedor GM Felipe El Debs, seguido de Nelson Achcar e MI Mauro Guimarães.
Bernardo Sztokzbant terminou em 5º, como o melhor sócio do CXSP.
Ainda não saiu a lista com todos os 48 participantes, assim que sair, posto o link.
Além de El Debs, houve a participação de MI's como Edson Tsuboi e Alexandru Segal e MF's como Dirk Dagobert van Riemsdijk (14º no geral).
Um número bem razoável de participantes e muitos jogadores de alto nível.

Guarulhense em ação - a participação desse colaborador do Xadrez Guarulhense, Wilton Yokomizo, foi acima do esperado. Tenho como objetivo chegar a 50% de aproveitamento e isso foi superado dessa vez. Consegui anotar 4 pontos em 7, terminando em 22º, ou seja, da metade para cima da tabela de classificação!

Contudo, há ainda muito a melhorar: algumas partidas realmente foram caóticas e mesmo perdidas. Contou também a persistência e o melhor emprego do treinamento no jogo.
De toda forma, estou feliz com o resultado, sobretudo em razão da resistência que consegui na primeira partida, na mesa 4, contra um adversário amplamente favorito.

terça-feira, 12 de julho de 2011

Crítica literária (e enxadrística): "Coffee House - Chess Tactics"

Em "Coffee House - Chess Tactics" de John Healy, a monotonia não tem vez.
Alguém se perguntará: por quê?
A resposta: poucas vezes um livro se revelou divertido e também instrutivo ao mesmo tempo, ao tratar de tática - acessível para todos os níveis de jogadores.
Não apenas os exemplos são bons (todos tirados de partidas próprias, incluindo uma contra o recentemente falecido GM Bent Larsen), mas os comentários espirituosos também, como o título "Nunca interrompa seu adversário enquanto ele comete um erro - isso é falta de educação!".
O livro não é do tipo gigante e pesado, tem 135 páginas, é fácil de carregar e ler, apesar de escrito em inglês - não há tradução disponível para o português pois o livro é recente.
O melhor comentário do livro não fala sobre tática ou algum tipo de técnica a ser utilizado e sim uma sensação: "É uma coisa simples de dizer que um jogador perdeu uma peça, mas como você pode explicar a agonia de jogar com essa peça a menos? Pode ser cruel, brutal e mortal, mas algo nos obriga a assistir a dois oponentes se degladiando. Talvez seja porque, como a adrenalina começa a fluir, a mente se perde nessa agitação e no período da batalha, as nossas preocupações mundanas desaparecem. O xadrez tem esse poder. Uma vez que você começar a jogar sério, tudo desaparece, exceto o seu adversário e os lances dele ou dela".
Uma ótima descrição desse momento de uma partida.

Onde encontrar: www.newinchess.com
PS - Estão com um pacote interesante (o holiday package) que inclui esse livro e mais duas obras.

terça-feira, 21 de junho de 2011

3º TORNEIO DE XADREZ AMIGOS DO ISLAM

Nas excelentes dependências da Sociedade Islâmica Brasileira aconteceu neste domingo o 3º Torneio de Xadrez Amigos do Islam. Parte integrante do Circuito Guarulhos de Xadrez que terá mais três etapas, a saber: 13 de agosto, 23 de outubro e 11 de dezembro de 2011.
O Evento contou com a participação de trinta e quatro enxadristas da cidade de Guarulhos, alunos de várias escolas, desde o sub-8 anos até representantes da melhor idade(veteranos-acima de 60 anos).
Ao final da premiação foram sorteados jogos de peças e tabuleiros de xadrez, sendo que jogadores e acompanhantes elogiaram a realização, organização, a proposta, assim como  o local  do evento; agradecendo também à Uni-União da Nações Islâmicas, à todo o pessoal da SIBRA e o apoio do Vereador Lamé  e da Prefeitura Municipal-Secretaria de Esportes ao  Xadrez Guarulhense.
Os grandes campeões das seis categorias foram:

Categoria Absoluto
 Troféu de Campeão Geral : José Carlos Arelari
Medalha de Prata:                 Renan Oliveira
Medalha de Bronze:              Jefferson Mesquita

Categoria  Veterano
Troféu de Campeão:   Marcos Seman
Medalha de Prata:       Aristeu Neves
Medalha de Bronze:    Catarina Aoki

Categoria  Feminino
Troféu de Campeão:  Tatiana Canabrava
Medalha de Prata:      Raphaela C S Maringoli
Medalha de Bronze:    Monique Barros

Categoria  Sub 16
Troféu de Campeão:  Lucas Mateus
Medalha de Prata:     Edgar Emanuel
Medalha de Bronze:   Cesar Policarpo

Categoria  Sub 12
Troféu de Campeão:   Joao Vitor Lirio
Medalha de Prata:      Gustavo Fabiano Souza
Medalha de Bronze:   Vinicius Silva Sousa

Categoria  Sub 08
Troféu de Campeão:   Heron Vitor Arelari
Medalha de Prata:      Jefferson Mesquita Jr
Medalha de Bronze:   Guilherme Cunha Neves

Classificação Final
Place Name                                    Feder Score M-Buch. Buch. Progr Berger
  1   Jose Carlos Arelari,                 Abs     4.5       10.0     16.0   14.0    14.25
  2   Renan Oliveira,                       Abs     4.5         9.5     15.0   14.0     13.25
  3   Lucas Matheus,                        16      4           9.5     16.0   12.0      12.50
  4   Jefferson Mesquita,               Abs     4           8.0     14.0   11.0     10.00
  5   Tadeu aparecido Garcia,       Abs     4           7.0     12.0   12.0       7.50
  6   Marcos Seman,                       AbVe  3.        10.5    17.5   13.0     10.75
  7   Anderson F Loureiro,             Abs     3.5      10.5   16.0   13.0        9.25
  8   Aristeu Neves,                         Vet    3           9.5    14.5    9.0          6.50
  9   Ricardo Antoni,                       Abs    3           8.5    14.5   11.0        7.00
 10   Lucas Alves Silva,                  Abs    3            8.5    14.0   10.0        6.50
 11   Emerson Rossi,                      Abs    3           8.0    13.0   10.0         6.00
 12   Jether Jacomini Jr,                Abs    3           8.0    13.0    9.0          6.00
 13   Joao Vitor Almeida Lirio,      12     3           7.0    13.0    7.0          6.00
 14   Moises Barros,                      Abs    3           7.0    12.0   10.0         5.50
 15   Peterson Vital,                      Abs    3           5.0     8.5    6.0            3.00
 16   Davi Petrangelo,                   Abs   2.5        7.5    12.5    7.0           5.25
 17   Tatiana Canabrava,             AbsF  2.5        7.0    11.0    6.0           4.00
 18   Edgard Emanuel,                   16    2.5        6.5    11.0    5.0           3.75
 19   Raphaela C S Maringoli,       12F   2.5       5.0      7.5    6.0           3.25
 20   Cesar Policarpo Felisbino,    16    2           9.5    15.5    8.0          4.50
 21   Heron Vitor Arelari,               08    2           9.0    15.0    8.0          4.50
 22   Anderson Lirio,                      Abs   2           8.0    13.0    8.0          4.50
 23   Gustavo Fabiano Souza,        12    2          8.0    11.5    5.0          3.50
 24   Eduardo Maciel Simone,       16    2          7.5    12.5    6.0          2.50
 25   Victor Hugo Brum,                 16    2          6.5    11.5    6.0           3.50
 26   Catarina Aoki Souza,            VetF  2          6.0    11.0    4.0           2.00
 27   Vinicius Silva Sousa,               12    2          5.0      8.5    5.0           1.50
 28   Leonardo Fabiano Sousa,     12    1.5       6.5    10.5    5.0           2.25
 29   Jefferson Mesquita Jr,           08    1.5       5.5     9.0    2.5           0.25
 30   Yan Masayuki M Assato,       16    1          8.5    13.5    4.0          0.00
 31   Monique Amorim Barros,    12F   1          7.0    12.0    2.0          0.00
 32   Guilherme Cunha,                  08    1          6.0    10.5    2.0          1.50
 33   Jeferson Alex,                        Abs   0.5        6.5    11.5    1.5         0.75
 34   Laercio Correa,                      Abs   0           1.5      6.0    0.0         0.00

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Folder oficial

Folder do evento, compareçam !


domingo, 12 de junho de 2011

CIRCUITO GUARULHENSE DE XADREZ

Promoção: 
UNI - União das Nações Islâmicas
SIBRA - Sociedade Islâmica Brasileira
Secretaria de Esportes de Guarulhos

Data: 19/06, às 14:00 h
Local: SIBRA - Rua Carlos de Campos, 06 - Jd. Santa Clara - Guarulhos
Próximo ao "Campo dos Servidores".

Programação/Regulamento

14h00 - Inscrições R$ 5,00
14h50 - Congresso Técnico
15h00 - 1ª Rodada
18h30 - Premiação

Categorias: s8 , s12,  s16,  absoluto, veterano e feminino
Sistema: Suíço ou schuring, conforme nº de participantes, assim como nº de rodadas
Ritmo: 20 minutos nocaute

OBS.: Solicitamos aos participantes que tragam relógio e jogo de peças.
Maiores Informações: Francisco (xykovsky1@yahoo.com.br)

terça-feira, 7 de junho de 2011

Comentários - VI Aberto do Monte Líbano

Atuação dos guarulhenses - Foram 3 enxadristas guarulhenses no torneio.
Por ordem de classificação final:

25º Jose Carlos Arelari, com 3,5 pontos - fez um bom torneio e enfrentou jogadores conhecidos como o Vinicius Saito (12º) e Vinícius Catozzo Jr. (15º). Além disso, conseguiu um empate com a forte jogadora, Vanessa Tashima (um "clássico guarulhense").

40º Wilton Yokomizo (eu), com 3 pontos - enfrentei na primeira o MI Edson Tsuboi. Foi decepcionante, a minha atuação nessa partida. De toda forma, é sempre um prazer jogar contra um Mestre Internacional, ainda mais ter logo ao lado, na mesa 1, o GM Matsuura. Ou seja, estava cercado de feras! Ao final, com 2 vitórias, 2 empates e 2 derrotas, obtive 50% de aproveitamento (mais na base da vontade do que de um bom nível de jogo).

45ª Vanessa Tashima, melhor na categoria "feminino", com 2,5 pontos - o resultado final acaba não mostrando a realidade: fez partidas contra pelo menos 4 bons jogadores (curiosamente, do 22º ao 25º, em sequência), dentre eles o já mencionado "clássico guarulhense" com Arelari e também uma partida contra o forte Victor Cavinato Moura.
Enfrentei recentemente ela, no torneio da AAAOC e pude notar a força do jogo dela, não tive chances. Certamente terá melhores resultados em breve.

segunda-feira, 6 de junho de 2011

VI Aberto do Monte Líbano

No último sábado, 4 de junho, realizou-se o VI Aberto do Clube Atlético Monte Líbano, com vitória do MI Mauro de Souza, com 100% de aproveitamento após 6 rodadas!
Um grande feito, considerando ainda o fato de haver outros 7 mestres (incluindo um GM, Everaldo Matsuura).
Seguindo a lista, com 5 pontos, o ótimo resultado de Paulo Pedro Devescovi, MF Adriano Caldeira e MF Dirk Dagobert van Riemsdijk, em grande forma.
Outro destaque, um pouco a seguir, o 11º lugar de Klaus Seiji Gotz, mesmo sendo ainda sub 14 (a frente de todos os outros sub, exceto Paulo Devescovi).

O espaço - o clube disponibilizou (como de costume) um belo e grande salão encarpetado, ótimo espaço para a disputa do torneio, além de regalias como café e água, coisas que não costumamos ver em outros lugares, além da própria hospitalidade. Parabéns ao clube!

Próximo post, comenários sobre a atuação dos guarulhenses.

terça-feira, 10 de maio de 2011

Entrevista com Jacques Blit

 No começo desta semana, sabendo da contratação de Jacques Blit (2291 FIDE) para jogar por Guarulhos este ano, enviei por e-mail uma entrevista para ele. Após resposta em curto espaço de tempo, demonstrando sua atenção, publico-a no blog:



"Obrigado Renan pelo envio!
Vou responder em Portugues, qualquer coisa se vc nao comprende alguma coisa, me fala! rs
Porque ainda meu Portugues nao e tao otimo!! ;) "

Definição de xadrez: Xadrez e um esporte que se voce pratica ele completo vai te ajudar pra a vida enteira: conocimento, concentraçao, cavalheirismo, comportamento, etc. Para mim e so um belo jogo que me dio tudo: amigos, alegrias, tristezas e a posibilidade de que as pessoas me conheçam (e nao sou tao bom jogador) kkkkk

Onde começou a jogar:
Começei na scola quando tinha 10 anos, ate ali nao sabia que existia o xadrez! rs


Momento inesquecível (no xadrez): Quando ganhei o Campeonato Argentino sub 16 (ano 2006). Depois de varios desempates com o agora GM Damián Lemos. Eu ganhei no ¨Armagedon¨!

Xadrez na Argentina: Dificil falar sobre ele. E meu xadrez, o xadrez que os argentinos temos que querer, mais ultimamente (ou sempre, eu sou novo kkk) aconteceram coisas ruins e muitas pessoas nao gostam muito dos lideres, mais acho que ja vai melhorar tudo...


Uma abertura: Holandesa, sempre! Vs 1300 e vs 2600! rs


Um enxadrista: Sandro Mareco, ídolo aqui e ali!

Uma enxadrista:
Primeiro tabuleiro de Batatais, sempre! ;)


Uma peça: O Rei!


Um livro: Fire on board, Alexei Shirov.

Uma fase do jogo: Meiojogo (ou como se fale) rs



Pretensão enxadrística: Hoje, minha meta e voltar pra os 2350 e depois continuar subindo e tentar jogar mais torneios...

Obrigado!

Obrigado Blit, pela entrevista. Agradeço pelo tom bem-humorado da entrevista e pela irreverência.

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Torneio Aniversário 119 Anos de CAMBUÍ - MG

4º. Torneio de Xadrez do  GUADALAJARA CLUBE DE CAMPO
Data:  22.05.2011
Horário: 13h00 às 18h00
Local:  Guadalajara - Clube de Campo de Cambuí - MG
Endereço:  Av.  Ayrton Senna, 450 - Cambuí - MG – Tel. (0xx35)3431-1398
Sistema de disputa:   Schuring ou Suíço, conf. nº. de participantes
Ritmo de jogo:  20 minutos nocaute
Arbitragem:  Aristeu Neves e equipe
Diretor do Torneio:  Antonio de Oliveira Neves



PROGRAMAÇÃO
Inscrições:
13h00 – R$ 10,00
Menor de 15 anos      R$ 5,00
Congresso técnico – 13h50
1ª. Rodada – 14h00
2ª. Rodada – 14h50
3ª. Rodada – 15h40
4ª. Rodada – 16h30
5ª. Rodada – 17h20
Premiação -  18h00 (troféus artesanais e medalhas)
Categorias: Absoluto, Juvenil, Infantil, Feminino, Veterano e Melhor Cambuiense

Obs 1: O nº. de rodadas poderá ser alterado no congresso técnico.
Obs 2: Relógio e peças por conta dos jogadores.

REALIZAÇÃO
GUADALAJARA - CLUBE DE CAMPO CAMBUÍ
Apoio
PREFEITURA DE CAMBUÍ           www.prefeituradecambui.mg.gov.br
LIGA DE XADREZ                            www.ligadexadrez.com.br
CLUBE DE XADREZ                        www.clubedexadrez.com.br
CONSCIÊNCIA DO XADREZ         www.conscienciadoxadrez.com.br
GAL. XADREZ BORBA GATO       www.gxbg.com.br
XADREZ GUARULHENSE              www.xadrezguarulhense.blogspot.com
ADEC- A. D. ENXAD. CUMBICA   www.adecxadrez.com
CLUBE FOX DE XADREZ               www.clubefox.com

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Pré-Olímpico Feminino - 1ª Etapa

Do dia 29/04 a 01/05 ocorreu a 1ª etapa do Pré Olímpico Feminino, com a participação de 33 enxadristas, no CXSP.

A vencedora foi Vanessa Feliciano, com 5,5 em 6 pontos, seguida de Ana Vitoria Rothebarth e Artemis Pamela Guimarães (a pouco citada no post do Renan, como a melhor do Aberto do Brasil, categoria feminino).

Antes de mais nada, é preciso reconhecer essa boa iniciativa de promoção do xadrez feminino, pois torneios exclusivos para mulheres não são muito numerosos no país (e nesse caso, são pelo menos 6 etapas que definirão as enxadristas que representarão o Brasil nas Olimpíadas), além disso, movimenta o rating FIDE das competidoras.
Parabéns à CBX e o esforço do AI Mauro Amaral.

Curso de Ruy Lopez com Herman Claudius

Olá enxadristas guarulheses e não guarulhenses!

Abaixo, o convite do MI Herman Claudius van Riemsdjik para um curso da abertura Ruy Lopes, incluindo uma variante própria que leva o seu nome!
Não é preciso dizer que o Herman é especialista nessa linha de jogo e que vale a pena o curso.
São 3 dias, incluindo simultânea temática no último dia, domingo pela manhã.
É isso!

Caros Amigos,

No fim-de-semana seguinte (6 a 8 de maio) acontece o primeiro dos três cursos de abertura do primeiro semestre no Tabuleiro Cultural (Rua Araújo, 154 – 2º andar, São Paulo): ‘Ganhe com a Ruy López’. O curso termina com uma simultânea temática no domingo de manhã, a tempo de voltar para o almoço do Dia das Mães!
Mais informações na minha página: www.hiperchess.com.br .

Um abraço,

Herman

sexta-feira, 29 de abril de 2011

Bienal Professor João Braga

 
   Caros enxadristas guarulhenses ou simpatizantes, é com prazer que posto hoje para reportar sobre o Torneio Aberto do Brasil - Bienal João Braga, realizado no CXSP, de 20/04 a 24/04.

O TORNEIO
   Com a participação de 185 jogadores, e o incrível prêmio de R$ 10.000, o torneio contou com cerca de 30 titulados, incluindo CM´s, WCM´s, WMF´s, MF´s, MI´s e GM´s. O certame de 9 rodadas (1 no primeiro dia e 2 nos subsequentes) , por conseguinte, foi bastante disputado, e teve surpresas (como um empate do Cubas com um jogador de 2078), derrota de Julio Lapertosa (2160 FIDE) para Klaus Gotz (1860), entre outros.

   No entanto, a classificação final não teve muitas oscilações. Destaque para Arthemis Cruz, jovem enxadrista litorânea que obteve 6,5 pontos. Mas o grande vencedor foi mesmo o GM brasileiro Rafael Leitão, com 7,5 em 9, seguido de egípcio (isso mesmo, egípcio) Samy Shoker. Minha performance foi relativamente boa, com 5 em 9, sendo 2º melhor jogador sem rating e arrecadando 200 pilas. Mais informações do torneio em:

LINKS


http://chess-results.com/tnr46943.aspx?art=0&lan=10&wi=1000&zeilen=99999




http://www.bienalprofjoaobraga.com.br/

Seguem , abaixo, algumas de minhas partidas no torneio:

Aberto do Brasil CXSP
2011.04.20
Round 1
Oliveira, Renan de Andrade - Martins, Marceley Mariano (2037)
1/2-1/2

1. e4 c5 2. Cf3 d6 3. d4 cxd4 4. Cxd4 Cf6 5. Cc3 a6 6. Bg5 e6 7. f4 Cbd7 8. Df3
Dc7 9. O-O-O b5 10. Bd3 b4 11. Cce2 Bb7 12. g4 Tc8 13. Rb1 Cc5 14. Bxf6 gxf6
15. f5 e5 16. Cb3 Cxd3 17. Dxd3 a5 18. Cg3 a4 19. Cc1 Dc4 20. The1 Dc6 21. Ch5
Be7 22. h3 Ba6 23. Dd2 Rd7 24. Cd3 b3
1/2-1/2

Aberto do Brasil CXSP
2011.04.21
Round 2
Gazola, Vanessa Ramos (2003) - Oliveira, Renan de A.
1/2-1/2
1. d4 Cf6 2. c4 g6 3. Cc3 Bg7 4. e4 d6 5. Be2 O-O 6. Bg5 c5 7. d5 h6 8. Be3 Ca6
9. h3 e6 10. Cf3 exd5 11. exd5 Te8 12. O-O Cc7 13. Dd2 Rh7 14. Bd3 De7 15. Tae1
Df8 16. Ch4 Cg8 17. Dc2 f5 18. g4 Df6 19. Cg2 Bd7 20. Cf4 Tf8 21. gxf5 Bxf5 22.
Ce4 De7 23. Rh1 Be5 24. Tg1 Dh4
1/2-1/2
Aqui, não tendo calculado muito, saio da mesa para comer algo e , absurdamente , ofereço empate ,
prontamente aceito pela minha adversária , que acabou com meio ponto a mais que eu
no torneio , provando ter jogado mal a partida , mas não ter perecido frente a uma posição inferior.

Aberto do Brasil CXSP
2011.04.24
Round 9
Cajal, André (2077) - Oliveira, Renan de A
1/2-1/2
1. e4 c5 2. Cf3 e6 3. d4 cxd4 4. Cxd4 Db6 5. Cb3 Cc6 6. Be2 Cf6 7. Be3 Dc7 8.
Cc3 a6 9. O-O Be7
1/2-1/2
André Cajal, com o prêmio de melhor veterano praticamente garantido, oferece-me tablas rapidamente,
prontamente aceito por mim. Tendo finalizado tão rápido a partida, fomos nós e mais alguns outros
"pingueiros" jogar "relâmpago" no segundo andar, do Mestre Dirk. Como destaque do ping, tivemos
o inolvidável MF brasilienseVitor Shumyatsky, que cedeu apenas duas derrotas na noite, uma para
André Cajal e outra para o atual campeão brasileiro amador: José Antônio Nery Jr.

Dessa forma, encerro o post.
Abraços,
Até mais !

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Clássicos da literatura (enxadrística) - Xadrez Básico

Existem obras literárias que são imortais, atemporais e influenciam gerações vindouras, como "O Príncipe", de Maquiavel; "A Arte da Guerra", de Sun Tzu e "O Manifesto Comunista" de Karl Marx.
No caso do xadrez brasileiro, existe também uma obra assim, escrita há mais de 50 anos e desde então uma referência para aprendizado e estudo do esporte: o Xadrez Básico, de Orpheu D'Agostini.
Essa obra tem como maior mérito elevar o nível de jogo de todo enxadrísta que o utiliza, desde o jogador amador até ajudar o jogador intermediário ou avançado a levar ao nível de mestre, pois contempla todas as fases de desenvolvimento (abertura, meio jogo e finais) além de várias outras lições.

O que há de tão bom? - A começar pela extensa bibliografia usada como referência para a confecção do livro: clássicos como "Meu Sistema" de Aaron Nimzovich a "Modern Ideas in Chess", de Richard Reti.
Outro grande mérito é a linguagem utilizada, bastante didática (embora sem o bom humor do "Meu Sistema" ou "Coffe House - Chess Tactics", por exemplo), que praticamente leva o iniciante "pelas mãos" até o chamado "nível médio" de jogo - ensina desde o movimento das peças até noções avançadas de jogo.
E por fim, mesmo considerando o tempo que essa obra fora escrito, continua atual, com frescor, mesmo mostrando partidas que hoje são clássicas, as lições continuam como novas, além do repertório muito bem cuidado de aberturas, mostra praticamente todas as linhas principais de jogo, então, continua a servir de parâmetro para o estudo dessa fase do início, bastando apenas após entender (mais um ponto para esse livro) como funciona e quais são os pontos fortes, pegar partidas atuais e estudar a partir daí.

Há algo negativo? - Livros no nosso país não são baratos - para o padrão médio do brasileiro. E esse também não é uma exceção. Na "Livraria Cultura", por exemplo, custa R$ 56,90 ou R$ 45,50 na "Livraria Saraiva" (ambos valores na data de hoje nos respectivos sites). Ou seja, na melhor das hipóteses, cerca de 10% de um salário mínimo.
Embora, claro, deve ser pensado um ótimo investimento.
Outro porém são as edições menos atuais, que ainda utilizam a notação algébrica ao invés da descritiva - exemplo: P4R e não e4, que é praticamente universal.

terça-feira, 5 de abril de 2011

Aberto Brasil no CXSP

    De 20 a 24 de Abril acontece no CXSP o Aberto do Brasil Bienal João Braga, que contará com a participação de alguns Grandes Mestres e Mestres Internacionais, além de boa quantidade de MF´s. Vale a pena prestigiar o evento, mesmo que seja apenas para assistir.

    O certame terá nove rodadas e o seguinte ritmo de jogo: 
Relógio Mecânico:
2:00 hs para 40 lances + 30min nocaute para cada jogador.
Relógio Digital:
90min p/40 lances + 30min com 30s por lance para cada jogador.

    A premiação é bastante abrangente e conta com diversas categorias de rating.
    Aos interessados em jogar, o último dia para as inscrições é hoje. Para assistir, é só comparecer ao CXSP, que fica perto da Praça da República, em frente ao Hotel Bristol.

    Mais informações em: http://www.bienalprofjoaobraga.com.br/

terça-feira, 29 de março de 2011

Torneio Memorial Taya Efremoff - AAAOC

Ocorreu no último domingo, na quadra poliesportiva da AAAOC (Associação Atlética Acadêmica Oswaldo Cruz), com a participação de 45 enxadristas (sendo 7 titulados), o I Memorial Taya Efremoff com a vitória do MI Cícero Braga (5,5 pontos em 6), seguido por Marcos Monteiro Jorge, MF Luciano Malta Maia, MF Luizmar Brito, MI Mauro Guimarães de Souza, Joaquim de Deus Filho, Vanessa Kelly Tashima, Luis Carlos da Mata, MF Paulo Cesar Haro e WMF Suzana Chang (os 10 primeiros somam pontos para o circuito).

Um pouco abaixo do esperado ficou o MI Edson Tsuboi, 18º colocado, com 3,5 pontos.

Minhas impressões: o local de jogo, embora amplo, era um pouco abafado - nada que justifique qualquer resultado adverso. Nos intervalos das rodadas, ainda pudemos testemunhar (sim, para ser uma torcida, precisaria de mais pessoas) uma partida de rugby. No mínimo, interessante, visto que não é um esporte divulgado e incentivado no país - isso soa familiar, não?
Em um ginásio ao lado havia uma partida de vôlei feminino.

Sobre o meu próprio desempenho, dessa vez obtive os 50% de aproveitamento, ou seja, 3 pontos! Claro, essa é apenas a primeira etapa de um longo caminho, mas fiquei feliz por ter chegado sem tanto sacrifício a esse desempenho.
As 3 vitórias, embora tivesse as partidas sob controle, não foram tão fáceis e acabaram em algum momento facilitadas por algum deslize dos adversários.
As 3 derrotas foram para Joaquim de Deus Filho, Vanessa Tashima e Luis Carlos da Mata, respectivamente o 6º, 7ª e 8º colocados, ou seja, jogadores acima do meu atual nível de jogo.
O proveito dessas partidas é exatamente enfrentar jogadores mais fortes e até posso considerar que não foram totalmente más, o que mostra melhoramentos no meu padrão de jogo. De toda forma, falta algo para poder jogar para vencê-los. É isso!

domingo, 27 de março de 2011

Xadrez Preparações

Disponibilizo aqui o link do mais novo site de xadrez brasileiro:

http://www.xadrezpreparacoes.com/xadrezpreparacoes/Home.html

Idealizado pelo GM André Diamant, o site contém vídeos com partidas comentadas e análises interessantes, além de problemas diagramados.

É uma boa opção para quem quer treinar xadrez. Dá para enviar partidas por e-mail e ter a oportunidade de vê-las comentadas pelo GM.

 Muito bom ! Acessem.

segunda-feira, 21 de março de 2011

CXSP CIRCUITO 21 ETAPA MARÇO 2011

A etapa desse mês do Circuito 21 no CXSP ocorreu ontem com vitória do MF Alvaro Aranha, com 6 pontos em 7, seguido de Luismar Brito e Caio Poeta.
Andre Cajal, sempre presente nos torneios de xadrez relâmpago e rápido, terminou em 4º lugar.
Se no topo da classificação não houveram muitas surpresas, na metade para baixo aconteceram algumas.
Vivian Heinhichs, jogadora forte, não teve um grande resultado (embora com bons momentos nas partidas e uma vitória na 1ª rodada contra o Emílio Ishikawa) dessa vez e terminou com 2 pontos, assim como Joaquim de Deus, outro jogador forte e de bons resultados.


Minhas impressões: meu objetivo nesse torneio era conseguir 50% dos pontos disputados, algo que não consigo há algum tempo. Não consegui dessa vez, terminei com 2,5 pontos em 7, o que nem de longe é algo para se orgulhar, mas considerando o nível do torneio, não é totalmente ruim, até mesmo dentro das minhas próprias expectativas.
Tive boas chances de vencer a 5ª partida, estava bem após uma Catalã e deixei cair uma peça sem nenhuma compensação e ainda com a dama adversária pressionando muito o rei. Ainda tentei algo com a minha dama, mas a verdade é que a situação era muito ruim.
Depois venci na 6ª rodada e tive a chance de chegar aos 50% na última partida, mas cometi falha na abertura e lá se foram as minhas chances de atingir o objetivo.
Não foi dessa vez, de toda forma, sinto melhora no meu nível de jogo e acredito que possa chegar mais longe.

27/03 - I Torneio Memorial Taya Efremoff - Circuito AAAOC

Abaixo, resumidamente, as principais informações do campeonato dessa próxima semana, um bom torneio, com premiação em dinheiro e tudo.
Não preciso dizer que a presença dos enxadristas, principalmente guarulhenses, é essencial - para tirar a ferrugem.
De preferência, façam a inscrição antecipadamente conforme instruções abaixo.
Mais informações no site da Liga, sobre regulamento e premiações: http://www.ligadexadrez.com.br/ .



I Torneio Memorial Taya Efremoff (bicampeã brasileira em 58/59)

2ª etapa do circuito AAAOC - Liga de Xadrez, em Memória de Grandes Enxadristas Brasileiras.

Data: 27 de março de 2011.

Local: AAAOC - Associação Atlética Acadêmica Oswaldo Cruz.

Endereço: Rua Arthur de Azevedo 1, próximo do Metrô Clínicas e a 1 quadra da Rua Oscar Freire. São Paulo – SP.

Horário: A 1ª Rodada terá início às 14:00 horas.

O Torneio será realizado em 6 rodadas, pelo sistema suíço e o tempo de reflexão será de 16 minutos.
Os participantes deverão levar peças e relógio de xadrez.

Sobre a inscrição:

Inscrição Antecipada com depósito na conta da Liga de Xadrez:
Banco Bradesco
Agência : 0614-9
Conta Corrente: 76446-9
Liga de Xadrez - CNPJ 07.720.610/0001-09

R$ 10,00 (Filiados Liga de Xadrez ou AAAOC).
R$ 20,00 (Para os demais participantes)
Isentos: Mestres Internacionais e Grandes Mestres.

Após o depósito confirmar para o e-mail: http://br.mc394.mail.yahoo.com/mc/compose?to=contato@galeriadexadrez.com.br

No email deverá constar o nome, idade e clube ou entidade do jogador, além do número ou comprovante do depósito.

quarta-feira, 9 de março de 2011

Fotos do Brasileiro Amador 2011






Equipe de arbitragem (em parte): AI Mauro Amaral (sentado, de preto), Pablyto (em pé), AR Márcio, AA João Paulo e AA Antônio.








De preto, Daniel Awoki e Cavinato, de vermelho e azul, terminaram entre os 10!








Detalhe da mesa de jogo do CXSP.









Bernardo Sztokbant e Julia Alboredo, ne mesa 1.




Renan de Andrade Oliveira, um dos autores desse blog, de preto, à esquerda.








Em destaque, Renan de Andrade.






7ª rodada - post final

Após 4 dias de disputa, chega ao fim o Brasileiro Amador 2011.
A vitória foi de José Antônio Neri Júnior, seguido de Pedro Paulo Devescovi Pereira e Josef Ponec - o melhor sem rating e quase leva o título!
José Lucas Abdalla ficou na 18º posição após empatar com Vivian Heinhichs, rating average de 1801 e performance de 1898.
Renan de Oliveira terminou em 26º, bloco FIDE de 1848 (nesse caso, também o rating average/médio) e rating performance de 1905.
Nada mal!
Seiji Gotz empatou a última partida e por pouco não consegue terminar em uma arrancada final de 4 em 4, fechando o torneio em 33º.
Considerando o grande número de jogadores (123), os 3 enxadristas terminaram em ótimas posições.
Encerrada a cobertura sobre o torneio.
Da minha parte, foi bom fazer parte como árbitro, mesmo ao passar PGN's até muito tarde (saí na segunda-feira perto da meia noite).
Foi bom conhecer novos árbitros amigos, como o Cassião (AN Cassius) e o pessoal dos cursos recentes do AI Mauro Amaral no interior e trabalhar com os já conhecidos!
Classificação final no endereço:
http://www.xadreztotal.com.br/folder-%E2%80%93-campeonato-brasileiro-amador-2011/

É isso!

terça-feira, 8 de março de 2011

7ª rodada (e última)

O derradeiro capítulo do Brasileiro Amador iniciou-se às 13h, horário de Brasília, no CXSP.
Na mesa 1, em disputa direta pelo título, José Neri Júnior enfrenta Josef Ponec (sem rating e com incrível "rating performance" de 2324!).
José Lucas Abdalla, de negras, enfrenta Vivian Heinhichs, na mesa 7.
E Renan de Andrade Oliveira conseguiu chegar aos 4,5 pontos, após vitória nessa rodada final por W.O do adversário - até o final da 6ª rodada, o rating performance de Renan era de 1905, provavelmente obtendo um bom primeiro bloco FIDE.

Volto daqui a pouco!

O menino Seiji Gotz

Após terminar a 3ª rodada com apenas 1 ponto ("apenas" em razão do desempenho recente em outros torneios), jogou no "inferno" (salão das últimas mesas).
A reação do AN Cassius Alexandre Silva, o Cassião, assim como a nossa, foi de surpresa: "você aqui, menino? Isso aqui não é lugar para você não"!
Impressionante foi a consciência dele sobre a situação e não se abalar.
Perguntei a ele se "50% porcento estava bom" (ou seja, fazer mais 2,5 pontos), ele respondeu: "ah, eu quero fazer 5" – sem nenhum traço de soberba, de forma natural.
Apesar de apreciar a confiança dele nessa resposta (e não duvidar), ainda assim achei uma difícil missão e desejei boa sorte.
Hoje, ao chegar a última rodada, está perto de conseguir 4 pontos seguidos e realizar os 5 que ele sempre acreditou possível.
Gotz enfrenta Sediney Júnior, na mesa 9, pela rodada final do torneio.

Atualização - final da 6ª rodada

Na mesa 1, Bernardo Sztokbant perde para Josef Ponec.
Lucas Abdalla empata com Caio Kina e Renan de Andrade Oliveira perde a primeira partida no torneio ao jogar contra Giovanni de Almeida Costa.

A parte da participação dos líderes e dos enxadristas (e árbitro) guarulhenses, houve um incidente na mesa 19: o jogador acusou um dos árbitros ("um que vestia preto") de ter se intrometido na partida.
Começou a falar alto, atrapalhou o andamento das demais partidas, discutiu com o Presidente da CBX, Pablyto, e terminou excluído do torneio - é a primeira expulsão em torneio de rating a qual me lembro.

Fora isso, tudo transcorreu bem nessa rodada.

Mais lances desse torneio nos próximos posts!

segunda-feira, 7 de março de 2011

Inicia a 6ª rodada

Pontualmente às 19h iniciou-se a penúltima rodada do Brasileiro Amador.
Na liderança, Ponec e Sztokbant com 4,5 pontos jogam na mesa 1.
Na mesa 8, Lucas Abdalla enfrenta Caio Garcia Kina.
E na mesa 14, Renan de Oliveira joga de negras contra Giovanni de Almeida Costa (rating de 1889).

5ª rodada - post quase twitter

Olá a todos!

Tarde de segunda-feira, feriado prolongado, diretamente do CXSP, a antepenúltima rodada do Brasileiro Amador.
Terminou agora pouco a partida de um dos autores do nosso blog, Renan de Oliveira, com vitória sobre Matheus Mazim (1797 de rating FIDE).
Em andamento, a partida de Josef Ponec e o guarulhense José Lucas Abdalla, na mesa 3.
É isso!

Até mais!

Atualizando: Lucas Abdalla perdeu a partida contra Ponec e continua com 3,5 pontos.

domingo, 6 de março de 2011

Campeonato Brasileiro Amador - até 2000 de rating - in loco

Do dia 5 a 8 de março ocorre, no CXSP, o Campeonato Brasileiro Amador 2011, com a participação de 122 jogadores (!), durante o período do Carnaval, o que pode explicar o grande número de enxadristas.
O Xadrez Guarulhense participa em peso desse evento, com a participação de Renan de Oliveira, debutante em torneio de rating (e já faz o seu 1º bloco FIDE!) e Wilton Yokomizo na arbitragem.
Participa, também de Guarulhos, José Lucas Abdalla, um dos mais altos ratings do torneio (1980).
O Brasileiro tem sido bastante disputado, sobretudo nas primeiras mesas, portanto, estar no inferno (masmorra, calabouço ou qualquer outra denominação para o andar com os jogadores das últimas mesas) não é nenhum demérito.
Fotos e mais detalhes do torneio serão dados conforme segue a competição.
Até mais!

domingo, 27 de fevereiro de 2011

Interclubes 2011

   Partida jogada pelo colega e colaborador do blog: João Danilo Mandetta, no Torneio Interclubes de São Paulo, sediado nas dependências da Hebraica. Apreciem a peleja e comentem.


Vejam a mesma partida, comentada em http://www.xadreztotal.com.br
Até mais !

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Resultado completo e fotos do TASA

As fotos do torneio podem ser acessadas no blog Xadrez Sempre: www.xadrezsempre.blogspot.com

O resultado completo, com cruzamentos e tudo mais está na página da Galeria de Xadrez Borba Gato: http://www.galeriadexadrez.com.br/

É isso!

Boa semana a todos!

Wilton

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

30/01 - Círculo Maccabi - TASA

Aconteceu ontem sob intenso calor em São Paulo o Torneio Aberto de Santo Amaro, no Círculo Maccabi, na Avenida Angélica.
Entre os 50 participantes, o campeão foi o enxadrista guarulhense MF Luiz Guilherme Abdalla, seguido do MI Segal (ótimo resultado, considerando sobretudo a participação de outros mestres e jogadores fortes) e MF Adriano Caldeira.
A melhor na categoria feminino foi a WFM Amanda Marques Pereira, seguida de Juliana Sobral e Rebeca Lot.

Guarulhos em ação! : além do já citado Abdalla, em grande fase, também houve a participação desse que vos escreve, com objetivos e pretenções bem mais modestas, uma vez que atuei nesse torneio visando ganhar ritmo de jogo para alguns torneios que disputarei em março.
O torneio, como descrito anteriormente, estava com um nível bastante elevado.
Além dos três primeiros, havia nomes como o MI Edson Tsuboi, MI Mauro de Souza e MF Paulo Haro.

Meu desempenho um pouco abaixo do que eu esperava inicialmente, mas dado o grau de dificuldade do campeonato, posso dizer que foi até razoável.
A primeira partida foi contra a WFM Amanda Marques, uma partida com Defesa Francesa (eu, de negras).
O resultado foi o esperado, não tenho ainda força de jogo para enfrentar jogadores "top", mas ao menos creio ter jogado de maneira decente até o quanto foi possível.
A curiosidade dessa partida foi a minha premonição. Comentei o seguinte: "primeira rodada em um torneio desse tipo jogo logo de cara alguém como a Amanda...".
Ao olhar o emparceiramente, adivinha o que aconteceu?
E depois, entrei para a lista de marmanjos vencidos por essa menina que joga muito!

Depois, perdi 3 partidas.
Nesse momento do torneio, pensei que sairia "zerado".

Mas venci as duas últimas rodadas, em rodadas contra outros dois participantes da "colônia".

No fim, 40º lugar, entre 50 participantes, com 2 pontos.

A tendência é que eu melhore meu nível de jogo e possivelmente minha pontuação nos torneios durante o decorrer desse ano, como poderá ser conferido até o final do ano.

Por hora, fico satisfeito por ter conseguido jogar de maneira concentrada por um bom tempo (ritmo de 20 minutos em 6 rodadas é um tempo razoável) e por começar a sentir melhora.

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Entrevista de MI Rodi

Como sabem, o MF Luis Rodi tornou-se recentemente Mestre Internacional.
Para os que não conhecem, Rodi é um dos editores do jornal virtual "Xadrez Diário", juntamente com o GM Darcy Lima.
Embora nascido no Uruguai, possui cidadania argentina e mora atualmente no Brasil.
Após a conquista do título, ele concedeu entrevista ao Xadrez Total (o link para a entrevista é http://www.xadreztotal.com.br/entrevista-com-o-mf-luis-rodi/ ) .
Ele fala um pouco sobre a carreira, das partidas contra lendas como Bent Larsen e mais alguns assuntos.
O mote da entrevista, entretanto, não é o xadrez mas sim a política, tanto dentro quanto fora, com duros ataques contra a Argentina e a modalidade lá.
Já li entrevistas ainda mais afiadas em algumas revistas especializadas sobretudo em cultura e política, mas confesso que talvez seja a primeira vez que leio algo semelhante sobre o nosso esporte favorito.
Recomendo a leitura, seja para se posicionar contra ou a favor ou em nenhuma das duas coisas, pois o xadrez como o mundo não é percebido apenas entre duas opções, "sim" e "não", "zero" e "um", e sim uma intensa variedade de opções.